[ editar artigo]

Pensar antes de falar?!

Pensar antes de falar?!

A pandemia está aí. O Covid-19 veio para ficar é o que ouvimos diariamente. Procuramos sobreviver, não contrair nem transmitir para ninguém o vírus. Ele não perdoa. Seja pobre, rico, com estudo, emprego, seja autônomo, seja funcionário público... O vírus veio e nos obriga a tomar uma postura, a uma mudança de paradigmas, a rever amplamente a estrutura de nossas vidas.

Talvez essa pandemia veio de uma forma extraordinária nos ensinar a nos cuidar, a nos amar, a nos respeitar, a viver além das aparências...

Veio nos ensinar que não adianta o diploma, o dinheiro, se não tiver estrutura emocional o mínimo que seja equilibrada, não passará por essa fase sem surtar, sem cometer deslizes, sem se arrepender das palavras, atitudes e gestos...

Como se não bastasse o dia a dia, temos a internet e as redes sociais que não perdoa nada. Justiceiros online que observam tudo e, num segundo, podem acabar com a vida de uma pessoa.

Vimos nos noticiários a infeliz cena de um casal no Rio de Janeiro, desrespeitando as regras de segurança nessa fase de pandemia e maltratando o fiscal da Vigilância Sanitária. A pessoa em questão se destemperou, agiu sem pensar e a internet não perdoou. Hoje ela faz parte do alto número de desempregados, mesmo com diploma na mão. No início da pandemia uma influencer digital também passou pela mesma situação e a internet não perdoou. Também vimos um deputado do Estado de SP também desrespeitar as regras promovendo festas e provavelmente a internet não perdoará.

Me chama a refletir em como é difícil respeitarmos ordens, direcionamentos, orientações. É como se ainda fôssemos crianças e, ao ouvirmos a mamãe falar: "não mexa aí, não faça isso, vai se machucar", vamos lá e fazemos, só para contrariar a mamãe, só para mostrarmos à mamãe que já somos grandes e podemos fazer aquilo que ela proibiu...

Outra reflexão é sobre a agilidade e proporção que a coisa toma quando se torna pública. As redes sociais não perdoam. O mundo virtual não perdoa. E o mundo virtual é apenas o reflexo do que ocorre no real, portanto na realidade, também não perdoamos. Se paramos para mensurar, cabem tantas lições nesses episódios que vemos nos noticiários diariamente.

O fato, que percebo, é que precisamos muito amadurecer. Crescer. Tornarmo-nos adultos, responsáveis por nossos atos, pelo ambiente que estamos inseridos. Precisamos reorganizar nosso campo emocional, curar nossas feridas, conviver uns com os outros sem agredir, sem ferir, sem desrespeitar... 

O crescer dói, mas é necessário!

Vamos ver a vida diferente? Espero ansiosamente que possamos sair dessa pandemia mais fortalecidos, curados e preparados para amar!

 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Carla Duran
Carla Duran Seguir

Mamãe de primeira viagem, uma apaixonada pelo ser humano, pelo pleno desenvolvimento do ser e que busca a cura e as respostas pelas inquietações que trago na alma.

Ler conteúdo completo
Indicados para você