[ editar artigo]

Prevenção ao suicídio: Como ajudar os jovens

Prevenção ao suicídio: Como ajudar os jovens

Na aula do dia 17/08/2020, a professora Olinda me sugeriu como tarefa, publicar 6 (seis) textos de como fazer prevenção de suicídio. Aceitamos com amor esta tarefa.

Texto 1

No Brasil, o suicídio é a quarta maior causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos.

FATORES DE RISCO:

  • Transtorno de humor, como a depressão;
  • Transtornos mentais e de comportamento por uso de substâncias psicoativas;
  • Transtorno de personalidade; 
  • Esquizofrenia;
  • Transtorno da ansiedade;
  • Transtornos associados (depressão e alcoolismo, por exemplo);
  • Irritabilidade, agressividade ou impulsividade;
  • Pouca capacidade para solução de problemas.;
  • Fantasia de grandeza, sentimentos de inferioridade;
  • Incerteza quanto a identidade de gênero ou orientação sexual;
  • Eventos negativos e traumáticos na infância, entre outros.

Conversar abertamente sobre o assunto, ajuda a dar suporte, atenção e orientação  adequada. 

É importante o acompanhamento com um profissional de saúde. 

Os familiares devem estar atentos ao observar alguns COMPORTAMENTOS:

- As pessoas sob risco de suicídio costumam falar sobre morte e suicídio mais do que o comum, seja verbalmente, em desenhos ou pela escrita;

- Podem confessar sentimentos de desesperança, culpa, falta de autoestima e visão negativa da vida e do futuro;

- Atenção à comentários como: vou desaparecer, vou deixar vocês em paz, eu queria poder dormir e nunca mais acordar, é inútil fazer algo para mudar, eu só quero me matar; 

- As pessoas com pensamentos suicidas podem se isolar, não atender telefonemas,  deixar de interagir nas redes sociais, ficam em casa ou fechadas no quarto.

FATORES DE PROTEÇÃO 

  • Bom relacionamento familiar;
  • Boas habilidades sociais;
  • Autoconfiança nas realizações e situações;
  • Procurar ajuda diante de dificuldade;
  • Procurar aconselhamento diante de escolhas importantes;
  • Estar aberto às experiências e soluções de outras pessoas;
  • Bom relacionamento com professores, colegas de escola e outros adultos;
  • Participação em esportes, associações religiosas, clubes e outros.

Se você precisar, estou disponível para conversar. EU VEJO VOCÊ!❤💛

Fonte: Centro de Valorização da Vida (CVV) Associação Brasileira de Psiquiatria. Organização Mundial da Saúde (OMS)

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Edir Salete Dallabarba
Edir Salete Dallabarba Seguir

Sou Edir, moro em Salto do Lontra- Paraná. Sou mestre em Reiki e Terapeuta Sistêmica em Florais de Bach. Cada dia me apaixono mais pela área Sistêmica e tenho sede de conhecimento nesta área.

Ler conteúdo completo
Indicados para você