[ editar artigo]

Quando o que mais dói é a realidade!

Quando o que mais dói é a realidade!

 

Até hoje câncer é uma palavra ruim de falar e ruim de ouvir!

Receber o diagnóstico não é fácil pra ninguém!

Para muito além da clínica da doença, ter câncer significa lidar com dor, angústia, sofrimento, preocupação, família, amigos, ansiedade e aceitação.

Mesmo que haja 100% de chance de cura, passar pelo câncer é, para a maioria das pessoas, ressignificar a vida.

E o mais interessante, ressignificar a vida olhando para a possibilidade da morte.

Sabemos que todos nós iremos morrer um dia, mas um dia bem longíquo, que esquecemos de olhar...

Mas ter uma doença cuja morte parece ser seu "sobrenome" nos faz dar de cara com essa estrada que não pensamos trilhar.

Talvez seja essa a parte mais dolorosa, a realidade da vida que se tem vivido.

Discutir o câncer com um paciente é caminhar com ele nessa jornada repleta de dúvidas, medos, anseios, incertezas, inseguranças, arrependimentos... Mas também é crescer como ser humano, aprender a silenciar a dor, valorizar o que importa, ouvir a voz do coração, achar coragem onde não se tem e descobrir a fé.

É repensar valores, ressignificar importâncias, resgatar afetos, zerar pendências...

O medo de morrer nos faz pensar no que estamos deixando de viver!

O medo da morte nos faz pensar no que estamos matando em vida!

Temos a tendência a valorizar aquilo que perdemos ou podemos perder...

Deixo aqui uma reflexão...

Um câncer é apenas um diagnóstico!

Ele não é a única coisa que mata...

Ele não é a única coisa que tira a vida...

Viver é plural...

Você tem valorizado a sua?


Dra Roberta França
Medicina Geriátrica
De corpo e Alma
www.geriatrarobertafranca.com.br

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você