[ editar artigo]

Quem é você?

Quem é você?

Quem não é você?

Vamos começar falando quem não é você.

Eckhart Tolle fala em seu livro "O despertar de uma nova Consciência", uma frase que certamente impacta a todos quando leem:

E para um indivíduo é uma libertação saber que ele não é aquela "voz dentro da cabeça".

Esta voz é o seu ego e ele só surge depois da sua existência e depois de você perceber que existe. É ele que recebe seu nome.

Então, agora sabemos que você também não é o seu nome, pois ele foi dado a você, é a forma de te chamar.

O Ego

Em Hipnose Clínica, chamamos o ego de: A imagem interna de você mesmo (a), que você mesmo (a) construiu. E um conjunto de estratégias que serve como base para julgamentos e atitudes.

A essa imagem você atribui vários adereços, materiais e intelectuais: seu carro, sua casa, seu cargo, sua religião, etc.

Perceba que ela é baseada no passado. E agora que sabemos que temos também as informações dos nossos ancestrais, pode ser de qualquer passado.

E então, da mesma forma que construiu você pode desconstruir e reconstruir melhorado... ou piorado.

Você possivelmente já ouviu histórias de pessoas que depois de quase morrerem, seja por doença ou por acidente, transformaram suas vidas, passando a ter hábitos mais saudáveis e de menor risco.

Isso porque o ego não diferencia se algo é benéfico ou não a sua vida, apenas se apega aquelas estratégias. E ao ponto que você encara a morte, em um choque, você percebe que elas não eram tão eficientes e precisa desconstruir e reconstruir diferente. Nessas horas terapias como Constelação Sistêmica Familiar são ainda mais importantes.

Oportunidades de desconstruir e reconstruir

Certamente nesse exemplo há uma ou mais dinâmicas sistêmicas e a tragédia ocorrida é a oportunidade de despertar o que você realmente é.

Mas você não precisa chegar a esse ponto, talvez nessa leitura você já tenha percebido que você não é os seus pensamentos. São só pensamentos.

Mas afinal, quem você é?

No contexto da biologia você é um animal mamífero, que talvez seja um pouco mais complexo que os demais devido a sua percepção de existência. E eu só estou te dizendo isso pra você lembrar que faz parte da natureza.

Já no contexto da Constelação Sistêmica Familiar, eu diria que você é metade seu pai e metade sua mãe.

Mas talvez você seja mais, afinal, seus pais também são metade seus respectivos avôs e metade suas respectivas avós. E assim, sucessivamente na ancestralidade.

Foi necessário um pedaço de cada um que veio antes de você para você estar aqui, então você pode dizer também que você é toda essa gente, ou o resultado da eficiência de cada um.

Você é a vida que veio desde o mais remoto ancestral. E também a continuação dessa fonte.

Basta agora senti-la, vivê-la.


Esse post é o primeiro de uma sequência. O próximo será sobre julgamentos.


Imagem: Freepik

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Paulo Wesley Fogaça Santiago
Paulo Wesley Fogaça Santiago Seguir

Comecei programando sistemas em computadores, depois percebi que era outro sistema que eu estava buscando. Hipnoterapeuta e Terapeuta Sistêmico

Ler conteúdo completo
Indicados para você