[ editar artigo]

Queridos antepassados!

Queridos antepassados!

Estou aqui para conseguir ver cada um de vocês! Incluí-los e amá-los. Me sinto privilegiada por ter sido uma das escolhidas para sentir cada dia mais forte a presença de vocês entre nós, através do sangue que corre em minhas veias alimentando cada parte do meu corpo saudável.

Sinto pesar em não ter despertado antes enquanto tinham outros familiares vivos para saber mais de vocês.

Percebo que alguns de vocês vieram de Portugal (Sampaio, Oliveira e Coutinho). Lugar que ainda vou conhecer!

Tenho vocês amados meus que deram vida a minha bisavó materna descende de escravos povo sofrido que provavelmente vieram originalmente da África. Chamados brasileiros com nome e sobrenome dados pelos seus ‘senhores’. Sem muitos registros específicos pelo o que minha vó materna contava. Estão em mim cada vez que preciso de força para vencer obstáculos dos dias. Mas também sinto que estão em mim quando tenho sentimentos de pequenez e de não pertencimento em alguns lugares. Queridos! Eu vejo vocês e quero de vocês a força de vencer sempre e a sensação de liberdade. As outras dores não precisamos! Vocês já foram vencedores! À vocês, descendentes de escravos que foram os que deram a vida a essa bisavó materna, que possam descansar em paz com o sentimento de que as lutas não foram em vão.

Aos poloneses que vieram para trazer ao mundo minha avó paterna que deu a vida ao meu amado pai, quero que sintam que a escassez já foi, nós estamos aqui amparados pela luta de vocês. Sou muito grata a todos! Podem parar de reservar pensando no pior.

Sou a continuidade do que vocês foram e estou aqui para colher todas as sementes plantadas e libertar todas as dores sentidas.

Quero poder sentir que todos os filhos perdidos serão incluídos, que todas as mães que criaram seus filhos sozinhas ou se sentiram sozinhas foram vencedoras e são a energia da vitalidade. Que todas as mulheres que foram abandonadas ou ficaram viúvas venceram e nos dão sempre a força do perfil matriarcal da avó materna.

A todos! Sem excluir ninguém! Vocês me chamam para vê-los e eu me apresento com gratidão já que deixaram para mim caminhos lindos a serem vividos. Meu muitíssimo obrigada!

Fernanda Coutinho em 08 de Agosto de 2020.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você