[ editar artigo]

RECADO DA MÃE

RECADO DA MÃE


Chegando o mês de maio,
Quero pedir à você,
Neste ano diferente,
De tudo que viu e vê,
Me obedeça, sem teimar
Em tudo que vou dizer.

Fique em casa, bem guardada
Se ligue que é presente,
Desde o dia que nasceu
E não aja renitente
Pensando que só um dia
Pode me deixar contente.

Você não tem celular?
Pois então, ligue pra mim!
Depois que isso passar
A gente se encontra, sim
Vai ver que me proteger
Não é presente tão ruim.

Ficamos juntas, grudadas
Nove meses, bem pertinho
Se um coração batia
O outro, ali ,vizinho
E depois, quando nasceu
Só ficava agarradinho.

Disso, pode ter certeza,
Um amor que é pra sempre
E alguns meses separadas
Não vão dizer que a gente
Esqueceu todo xodó
Que de ruma, a mãe sente.

Por isso, fique quietinha
E depois, aquela farra!
Abraços, beijos, bagunça,
Esquecendo toda barra
E alargando bem os braços
Bem forte a gente se agarra!
(Maria Luísa -Mãe)

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você