[ editar artigo]

RELATO DE UMA CONSTELAÇÃO NO MÊS DO PAI

RELATO DE UMA CONSTELAÇÃO NO MÊS DO PAI

Tive a oportunidade de conhecer a amada M. (escrevo assim para preservá-la) em uma tarefa colocada pela mestra Olinda. Como “nada é por acaso”, logo me encantei por essa mulher espontânea e cheia de vida!

Quando li o tema na plataforma, percebi questões importantes ligadas ao feminino e ao masculino. Como estávamos em agosto e a mestra trabalhou fortemente a energia do pai conosco, fiz essa observação à cliente. A mesma titubeou e disse que iria sentir em seu coração. Acolhi sua fala e, dentro de mim, eu disse “deixe fluir”. Como me ensinou a mestra, o tema escolhido é apenas o ponto inicial que possibilita a cura. 

Agora eu entendo com todo o meu Ser! O tema não é o mais importante. É uma possibilidade de trazer à tona o que precisa aparecer. 

Quando estávamos iniciando a constelação em grupo propriamente dita, a cliente escolheu o tema “Prosperidade” e, assim, trabalhamos. 

Logo no início, percebi que a representante do sintoma tinha mais força. Engraçado né? E, às vezes, ainda queremos excluir os sintomas!

O pai permaneceu congelado no trauma por um bom tempo. A mãe estava firme em seu lugar. O eu tinha vontade de chorar, mas se sentia reprimido. Quantas lágrimas não puderam ser pranteadas no sistema?

O bisavô, que estava excluído, mostrava-se fraco. 

Após falas de cura, o campo me trouxe intensamente a música Lady Laura. Eu coloquei e os representantes puderam chorar um tanto mais, materializando a sua dor. 

A representante do Eu foi se fortalecendo e o sintoma também. Senti que havia algo relacionado à sexualidade no sintoma. Perguntei e ele confirmou. E, assim, fomos descascando a cebola, como diz a amada Susy. 

Quando pedi para a cliente M. falar, ela se mostrou bastante emocionada. Disse que ainda estava com um peso. Então, seguimos com mais curas e uma linda música: 

 

“Honra teu pai, tua mãe,

Portas da encarnação

Honra ao ventre sagrado

Ao qual foi gerado

Pra tua evolução.

Honra aos teus ancestrais,

Honra a tua geração,

Honra os que vieram primeiro

E abriram os caminhos da Constelação.

Honra todos teus irmãos

Honra toda criação

Honra aos laços de sangue

e aos laços sagrados do Coração”.  

 

Finalizamos com o coração em paz e o sábio recado do sintoma, que havia se renomeado para euforia/força da vida: “Cura é jornada, como diz nossa mestra”. A cliente estava feliz e tranquila. 

Agradeço profundamente pela oportunidade de servir! 

 

Obs.: o relato foi publicado com a autorização da cliente.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Juliana Menuzzo Lauandos
Juliana Menuzzo Lauandos Seguir

Sou psicóloga, terapeuta sistêmica, consteladora, simples e poética! Sou aprendiz de Olinda Guedes e da equipe da Escola Real. Sou feliz!

Ler conteúdo completo
Indicados para você