[ editar artigo]

Rendição - Eckhart Tolle

Rendição - Eckhart Tolle

Permita que eu ilustre a maneira como a rendição pode funcionar nos relacionamentos. Quando você se envolver em alguma discussão ou em alguma situação de conflito, talvez com o seu parceiro ou com alguém que lhe seja próximo, comece por observar como fica na defensiva quando a sua posição é atacada, ou sinta a força da sua própria agressividade quando ataca a posição da outra pessoa.

Observe como se apega aos seus pontos de vista e à suas opiniões. Sinta a energia mental e emocional por trás da sua necessidade de ter razão e fazer a outra pessoa perdê-la. É essa energia da mente egoica. Torne-a consciente ao reconhecê-la, ao senti-la tão plenamente quanto possível. Depois, um dia, no meio de uma discussão, você compreende de repente que tem uma escolha e talvez decida abandonar a sua própria reação - só para ver o que acontece.

Você rende-se. Não estou a falar de não reagir apenas verbalmente, dizendo "Tudo bem, tu tens razão", com um ar de quem diz "Eu estou acima de toda essa inconsciência infantil". Isso seria apenas deslocar a resistência para um outro nível, mantendo a mente egoica no poder, reforçando a sua superioridade. Estou a falar de abandonar todo o campo da energia mental e emocional que dentro de si lutava pelo poder.

O ego é manhoso, pelo que tem de estar muito vigilante, muito presente e ser totalmente honesto consigo próprio para ver se renunciou verdadeiramente à sua identificação com determinada posição mental e está, assim, livre da sua mente. Se de repente você se sentir muito leve, livre e profundamente em paz, tal é um sinal inequívoco de que se rendeu realmente. 

Depois observe o que acontece à posição mental da outra pessoa quando você deixa de lhe incutir energia através da resistência. Quando a identificação com as posições mentais desaparecer, começa a verdadeira comunicação.

Eckhart Tolle (Um Novo Mundo, pág. 216)

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você