[ editar artigo]

Ser autêntico

Ser autêntico

Eu tenho vivido um exercício diário pela busca da autenticidade. Não é fácil na verdade, pois que somos bombardeados desde muito cedo por crenças coletivas e inconscientes. Eu admito que não me conformo com isso, porque afinal somos um recipiente sem filtros de 0 a 7 anos? Para isso não tenho resposta, mas faz parte do processo.

Então, quando deixamos de ser crianças, passamos a reproduzir o "software" instalado por nossos pais, ambiente, memórias ancestrais e sei lá mais o que. E de fato, começa aí a nossa grande luta pela independência. A essa independência eu daria o nome de autenticidade, vamos ao conceito: Autêntico: de origem (época, fabricação, localidade) comprovada, cuja autoria é atestada.

Então, assim fica fácil entender do que estou falando, nós somos verdadeiramente de autoria divina, únicos e irrepetíveis. Mas, não somos incentivados a comprovar no "cartório" do mundo essa autenticidade, não é mesmo? Muito pelo contrário, somos quase que obrigados a nos encaixar em moldes quadrados e muito menores que nós mesmos.

Embora, pareça mais fácil seguir as regras do sistema, o preço é alto demais. E embora pareça muito difícil viver à margem desse mesmo sistema, a recompensa nunca terá preço. Porque o que vale mesmo é o eterno, e o sistema na 3º dimensão sempre se destrói, e a morte está aí para provar.

Talvez, algumas pessoas se assustem com a ideia de que podem ser autênticas, sendo unicamente elas mesmas. É claro que não é algo tão simples assim, teremos que nos desfazer das máscaras e fantasias criadas por nosso subconsciente (sempre com a boa intenção de nos manter vivos), afastar-nos, às vezes, de nossas origens, desagradar quem amamos, abandonar preconceitos, assumir responsabilidades e curar nossas próprias feridas, pois que não há maneira de não se ferir nesse processo de absorver o alheio como nosso.

Ser autêntico exige um selo pessoal, uma busca eterna pela sua própria verdade. E o que isso significa mesmo? Usar seus talentos, mudar de dentro para fora, acreditar em sua própria capacidade, desfazer enganos, curar traumas, fazer terapia, meditar, cuidar do corpo, da mente e da alma, escolher suas próprias verdades, apostar e lutar no que acredita realmente.

Parece difícil demais? E é mesmo. Mas, ser a gente mesmo não tem preço.

 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Simone Belkis
Simone Belkis Seguir

Simone Belkis se formou em Letras na UFPR. É uma estudiosa do esoterismo e cantante. Seu amor maior são os livros. Escrever é sua forma de criar o famoso mundo melhor, e sua praia é contar suas próprias descobertas para inspirar pessoas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você