[ editar artigo]

Seriado Chaves e as constelações familiares

Seriado Chaves e as constelações familiares

O Seriado do Chaves foi um seriado mexicano famoso no mundo todo por sua simplicidade e humor.

Escrito e dirigido por Roberto Bolaños, teve seu auge na década de 70 e 80.

O enredo se desenrola numa vila onde seus moradores convivem diariamente formando o que eles chamam de vizinhança.

O personagens principais são: Chaves, Kiko, Chiquinha, seu Madruga, Dona Florinda, seu Barriga, dona Clotilde e professor Girafales.

Neste texto, me proponho a fazer observações de nossos scripts de vida analisando  alguns personagens deste seriado segundo a Análise Transacional (AT) de Eric Berne e as constelações familiares segundo Bert Hellinger.

Personagem: Chaves, script: o órfão.

Este personagem costuma fazer as coisas sem querer querendo, é estabanado, se intromete na conversa alheia, não tem paradeiro, responde os mais velhos, é confuso, se mete em confusão, desrespeita o professor, reclama por qualquer coisa.
Sua casa é um barril!

Quantas vezes não fazemos igual o chaves em nossos comportamentos, agindo com ingratidão perante a vida e os desafios fingindo que nada dá certo!?

Personagem: Kiko, script: filho único e órfão de pai.

Este menino ganha todos presentes possíveis. Quando chora sua mãe está por perto para comprar algo ou dar um pirulito. Gosta de chamar atenção, tem necessidade de ser visto. É extremamente carente, vive com a mãe, o pai é falecido. Sua mãe nunca  contou o fim trágico do pai.

Quantas vezes não apresentamos estes comportamentos por viver em contextos que experimentamos a falta do pai!?

Personagem Dona Florinda, script: viúva.

Dona Florinda é viúva, dona de casa, pensionista e mãe do Kiko.
Segue o script de alguém que se sente sozinha, é mau humorada, recompensa o filho com presentes, esnoba os vizinhos. Se alegra apenas quando recebe a visita do namorado. É rancorosa. Parece ser alguém que não aceita o próprio destino.

Quantas vezes apresentamos comportamentos semelhantes com o da Dona Florinda por discordar do destino que nos é apresentado!?

Personagem: Chiquinha, script: filha única, órfã de mãe.

Chiquinha vive com o pai, é uma menina super esperta e vive fazendo jogo com o pai e os vizinhos. Só ajuda se receber algo em troca. Chama a atenção por liderar as brincadeiras... quando é descoberta por suas ideias maldosas, volta pra casa chorando. Costuma puxar a frente das coisas. O destino da mãe é guardado em segredo.

Percebe-se aqui que a falta da mãe nos remete a comportamentos específicos como esses da Chiquinha. O personagem parece buscar inconscientemente a figura da mãe.

Enfim, espero com esse texto ter contribuído um pouco nos aprendizados sobre terapia, constelação familiar e Análise Transacional bem como para nossa vida cotidiana e no dos relacionamentos.


Gratidão!!!

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Diego Fernandes Baliero
Diego Fernandes Baliero Seguir

Olá. Me chamo Diego Baliero, conheci o trabalho das constelações através da professora Olinda Guedes no ano de 2013. Tenho 33 anos, trabalho como professor de música.

Ler conteúdo completo
Indicados para você