[ editar artigo]

Siga o mapa – Libere seus traumas

Siga o mapa – Libere seus traumas

O livro O despertar do tigre (Peter A. Levine e Frederic K Ann) é um manual para quem quer entender melhor um pouco sobre o que é o trauma. Eles descrevem que ao passar por situações traumáticas, o ser humano, em muitas casos, permanece nessa situação. Esse trauma acaba se instalando no corpo de uma pessoa e é como se fosse um mar de energia represada. Para chegar a essa conclusão, ele nos mostra como os animais reagem a situações traumáticas.

Para sobreviver a um ataque, o animal pode fugir, se defender ou fingir-se de morto. Nós usamos os mesmos recursos quando estamos diante de uma situação traumática. No entanto, quando ficamos imobilizados, ou seja, nós nos fingimos de morto, é aí que o trauma se instala.

A energia que usaríamos para lutar ou fugir ficar represada em nosso ser. Por isso, toda vez que nos lembramos daquele evento que causou nossos sofrimentos, é como se revivêssemos o mesmo momento, pois o trauma ainda está dentro de nós.

O mais interessante é que essa energia que está represada em nós, precisa encontrar alguma forma de sair. E como é que ela se manifesta? Se manifesta com vários sintomas físicos, que vão cada vez se agravando. Por exemplo, a ansiedade exagerada pode ser fruto de um trauma vivido, mesmo que aparentemente as circunstâncias não tenham ligações.

Imagine uma vida na qual uma pessoa vai acumulando traumas e mais traumas e não consegue resolvê-los. Ao ter filhos e passar a vida adiante, a pessoa passa muitos desses traumas a próxima geração. Isso é o que chamamos de questões transgeracionais. Todos nós recebemos de nosso banco de dados de informações familiares esses traumas represados.

Por isso, determinadas pessoas da família, por amor, assumem em seu destino reviver essas experiências a fim de tentar solucionar a questão. Porém, por nossa ignorância, acabamos aumentando nosso trauma e gerando ainda mais sintomas físicos em nosso corpo. Como dito antes, isso acontece porque a energia represada de um trauma precisa ir para algum lugar. E que lugar seria esse? O lugar de nossas ansiedades, medos, fobias, distúrbios e até mesmo em nosso corpo físico.

Ninguém nasce um livro em branco, isso é o que as constelações familiares nos ensinam. O que devemos fazer então com esses scripts de vida recebidos? Devemos desvendá-los e completá-los. É como se recebêssemos um mapa para que pudéssemos encontrar um tesouro. O mapa é nossas relações familiares, já o tesouro é a resolução do trauma. Se não entendemos o caminho, o trauma aumenta e passamos a viver em um labirinto. Quanto mais traumas vivemos, mais o atraímos para nossa vida.

E como fazer para ler esse mapa? As constelações familiares são uma ferramenta poderosa para ler essas informações e colocar as peças do quebra-cabeça que faltam. Por isso, no processo de constelações, as emoções e sensações são ampliadas e colocadas para fora. Tudo isso é só a energia represada que está saindo.

Se você reconhece que, em muitas situações, tem um comportamento exagerado, como se o seu sentimento estivesse fora de contexto. Muito provavelmente você está vivendo nesse trauma. Siga esse mapa, antes que se perca no labirinto. Resolva seus traumas e coloque essa energia represada para fora antes que ela se torne algo insuportável ou antes que você passe as futuras gerações.

 

Rodrigo Oliveira

Constelador Sistêmico, hipnoterapeuta, reikiano, reprogramador biológico e renascedor.

www.reconectandocomavida.com.br

insta: @reconectandocomavida

Whats (11) 9.5222-5497

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Rodrigo Oliveira
Rodrigo Oliveira Seguir

Terapeuta sistêmico

Ler conteúdo completo
Indicados para você