[ editar artigo]

Tum, Tum, Tum na minha cabeça

Tum, Tum, Tum na minha cabeça

Minha tataravó era negra escravizada. Claudina, seu nome.

Engravidou do senhor da fazenda, entregou seu menino, que nasceu livre (beneficiado pela Lei do Ventre Livre de 28 de setembro de 1871), a uma família de brancos. O menino cresceu sabendo quem era a sua mãe e encontrando-se com ela vez ou outra.

Vovó Claudina, mesmo livre a partir de 1822, preferiu continuar vivendo na fazenda até o dia de sua partida deste mundo. Estabeleceu fortes vínculos afetivos com a grande família do fazendeiro, a ponto dos descendentes a chamarem de tia Claudina.

Essa e outras histórias sobre vovó Claudina foram contadas por minhas tias, que moram em Tibagi/PR. Naquela cidade existe um museu onde foi encontrada a única foto que temos da vovó, já em idade bem avançada e onde se localiza a fazenda onde ela viveu.

Sofri dores de cabeça por longos anos, até conhecer as constelações familiares. Não hesitei em constelar para tentar saber a origem da enxaqueca. Durante a constelação tive uma visão: um galpão muito grande, com o chão de pedras lisas e dava para ouvir um som ritmado – Tum! Tum! Tum! no mesmo ritmo do latejar da dor na cabeça. Dor solitária. Dor que ninguém via, ninguém sabia ou considerava. E eu entendi! Sim, eu vejo a dor de minha vovó. A imagem desvaneceu. Todos os movimentos da constelação foram feitos. E a dor de cabeça, desde então? Voltava, bem esporadicamente.

Passado um tempo, fui a Tibagi visitar as tias e, com uma delas, fomos até a fazenda onde vovó morou, pois o local foi tombado pelo patrimônio histórico e aberto a visitações. Qual foi minha surpresa, quando entramos no galpão senzala e avistei o chão de pedras lisas, era tal qual aquele que eu havia visualizado durante a constelação.

E a dor de cabeça? Nunca mais voltou! E o aprendizado? Aprendi que constelação não é apenas o evento em si, o momento onde o tema é colocado. Constelação é um processo de cura. Constelação são movimentos que completam. O acompanhamento terapêutico é fundamental, os Florais ajudam muito, a meditação ajuda muito e todas as outras tantas terapias sensoriais contribuem para a cura.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você