[ editar artigo]

UCEM - LIÇÃO 35

UCEM - LIÇÃO 35

Minha mente é parte da Mente de Deus. Eu sou muito santo.

1. A ideia de hoje não descreve o modo como vês a ti mesmo agora. Descreve, porém, o que a visão te mostrará. É difícil para qualquer pessoa, que pense estar nesse mundo, acreditar nisso em relação a si mesma. No entanto, é por não acreditar nisso que ela pensa estar nesse mundo.

2. Acreditarás que és parte do lugar onde pensas estar. É por isso que te rodeias com o meio ambiente que queres. E tu o queres para proteger a imagem de ti mesmo que tens feito. A imagem é parte desse meio ambiente. O que vês, enquanto acreditares que estás nele, é visto através dos olhos da imagem. Isso não é visão. Imagens não podem ver.

3. A ideia para o dia de hoje apresenta uma perspectiva bem diferente de ti mesmo. Por estabelecer a tua Fonte, estabelece a tua Identidade e ela te descreve como realmente tens que ser na verdade. Usaremos um tipo de aplicação um pouco diferente para a ideia de hoje, porque a ênfase hoje está naquele que percebe ao invés de estar no que é percebido.

4. Começa cada um dos três períodos de prática de cinco minutos de hoje repetindo a ideia do dia para ti mesmo e depois fecha os olhos e investiga a tua mente buscando os vários tipos de termos descritivos nos quais te vês. Inclui todos os atributos baseados no ego que conferes a ti mesmo, positivos ou negativos, desejáveis ou indesejáveis, grandiosos ou degradantes. Todos eles são igualmente irreais, porque não olhas para ti mesmo através dos olhos da santidade.

5. Na parte inicial do período de exame da mente, é provável que vás enfatizar o que consideras serem os aspectos mais negativos na tua percepção de ti mesmo. Perto da última parte do período de exercícios, no entanto, termos descritivos mais autoenaltecedores podem cruzar a tua mente. Tenta reconhecer que a direção das tuas fantasias sobre ti mesmo não importa. Ilusões não tomam nenhuma direção na realidade. Elas meramente não são verdadeiras.

6. Uma lista não seletiva e adequada para a aplicação da ideia para o dia de hoje poderia ser a seguinte:

Eu me vejo submisso.
Eu me vejo deprimido.
Eu me vejo fracassado.
Eu me vejo ameaçado.
Eu me vejo impotente.
Eu me vejo vitorioso.
Eu me vejo perdedor.
Eu me vejo caridoso.
Eu me vejo virtuoso.

7. Não deves pensar nesses termos de modo abstrato. Eles te ocorrerão à medida que passarem pela tua mente várias situações, personalidades e eventos nos quais tu participes. Escolhe qualquer situação específica que te ocorra, identifica o termo ou termos descritivos que sentes que são aplicáveis às tuas reações àquela situação e usa-os na aplicação da ideia de hoje. Depois de ter citado cada um deles, acrescenta:

Mas a minha mente é parte da Mente de Deus. Eu sou muito santo.

8. Durante os períodos mais longos de exercícios, provavelmente haverá intervalos em que nada específico te ocorra. Não te tensiones para achar coisas específicas para preencher o intervalo, mas apenas relaxa e repete a ideia de hoje lentamente até que algo te ocorra. Embora nada do que te ocorrer deva ser omitido dos exercícios, nada deve ser “desencavado” com esforço. Não se deve usar nem força nem discriminação.

9. Durante o dia, tanto quanto possível, escolhe um atributo ou atributos específicos que conferes a ti mesmo naquele momento e aplica a eles a ideia de hoje, acrescentando-a a cada um na forma indicada acima. Se nada em particular te ocorrer, meramente repete a ideia para ti mesmo com os olhos fechados.

 

 

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Tom Cau
Tom Cau Seguir

Facilitador MAHA DHARMA

Ler conteúdo completo
Indicados para você