[ editar artigo]

Um Empresário com visão e pensamento sistêmico!

Um Empresário  com visão e pensamento sistêmico!

 

Sou Marleide Falcão, nasci numa favela muita perigosa no Recife e em meio a muita pobreza, alcoolismo de meu pai, violência  doméstica.

Meus pais trouxeram o abandono em seus registros de vida.

Aos 12 anos  minha mãe  foi dada a meu pai que tinha 28 anos.

Eu fui uma filha que deu muito trabalho  por ter tido uma infância  cheia de doenças, o que levava minha  mãe a lutar muito também.

Já adulta, minha mãe conseguiu um emprego numa indústria  próxima à nossa casa, era operária.

Depois de algum tempo, durante o almoço, os pedaços de carne que ficavam nos pratos dos outros colegas de trabalho, as bananas e doces que os funcionários  rejeitavam, ela juntava e guardava nos saquinhos plásticos para levar para os seus filhos. Nós  a esperávamos, porque esse era o recurso que ela tinha para nos alimentar.

Um dia alguém a denunciou ao proprietário da Empresa, que a chamou perguntando o que ela tinha a  dizer sobre o que falaram, então ela respondeu:

- Dr. Raymundo, meu marido é alcoólatra, passa, às vezes, seis meses sumido, tenho 3 filhos, meu salário não dá para tudo, além disso minha filha está muito doente, requer remédios  e uma alimentação mais cuidadosa, meu dinheiro não é suficiente, eu não roubei, só não deixei ir pro lixo, embora tenha pego de lá  algumas vezes.

Esse Empresário assina um cheque, que hoje equivaleria a muito mais de R$ 1.500,00, para que ela pudesse fazer feira para 4 meses, pagar as contas de energia e água e disse a ela:

- Marinete, nunca mais você e seus filhos precisarão disso. Nunca mais você vai tirar pedaços de carne do lixo e de nenhum prato, você só vai sair daqui se quiser, mas tenho certeza que aqui se aposentará e vou te promover a líder de máquina de produção.

Naquela época, esse homem conhecia seus funcionários de fábrica pelo nome, falava que lidava  com famílias  e não  apenas com pessoas, fazia questão  de saber o que precisavam.

Ele faleceu ontem, 07/maio, aqui em Pernambuco, deixando um legado reconhecido, um Empresário  bondoso, generoso, com olhos que enxergava a alma e as necessidades de seus funcionários.

Não gostava que chamasse os funcionários de chão de fábrica, mas sim que davam vida à fábrica, a cada produto.

Seu nome: Dr. Raymundo da Fonte, se tornou uma referência como o Empresário que tratava as questões e necessidades  de seus funcionários  com doçura e de forma justa.

Foto: https://folhape.com.br/economia/economia/industria/2020/05/07/NWS,139759,10,685,ECONOMIA,2373-MORRE-EMPRESARIO-PERNAMBUCANO-RAYMUNDO-FONTE.aspx

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você