[ editar artigo]

Viver... vivendo!

Viver... vivendo!

“Olinda!

Quando eu digo que o movimento da constelação vem me entregar as respostas para cada inquietação que eu tinha desde pequena, é a afirmação mais verdadeira!
Mas, eu era chamada "esquisita". Ainda sou. 

Agora pelo menos não sou esquisita sozinha e amo essa esquisitice toda!

Sobre a postagem que se refere ao desejo do filho não querer voltar para casa, esse é um ponto crucial em minha vida!
Eu implorava em meus pensamentos de criança que alguém me tirasse dali pelo menos por um período, curto que fosse e a volta era muito triste. 
Agora, adulta, plena de todas as minhas capacidades ainda não consigo reverter, não consigo sair desse lar que me tortura e me limita. 
O que fazer? Como reverter essa angústia?

Oilá, Pessoa!

Parabéns por toda sua jornada, sua dedicação e resultados.

Sabemos que o sofrimento de tantos filhos em relação aos pais é verdadeiro e justo. Muitos seres humanos nunca amadurecem, não encontram a ternura, o centramento, o equilíbrio.. e apesar de seu corpo de dor se tornam pais e mães. 
O que fazer? Tomar a vida, agradecer e seguir.

Talvez essa seja uma das passagens tão incríveis dos textos sagrados, quando diz que para amadurecermos é importante “deixarmos pai e mãe e seguirmos”. Isso tem o sentido metafórico e literal a depender das circunstâncias. Muitas pessoas não tem afinidades e viver sob o mesmo teto seria extenuante. Não sei se esse é o caso.. mas se for.. siga.. siga em frente, com carinho e gratidão por tudo o que recebeu, ou pelo que foi possível oferecerem, e , principalmente, pela vida que lhe foi entregue. 

O que nos faz prisioneiros em relacionamentos é tentar encaixar a realidade nas expectativas e necessidades que temos. 
A vida é o que é.. e o planeta é grande suficiente para morarmos em lugares que nos agradem , sem nos separarmos nunca. Porque a separação não existe. Apenas, uma questão passageira de cada um vivendo do seu jeito, do seu estilo, com seu próprio jardim e quintal.

O que te impede? Talvez a angústia seja o maior recurso. Seja a voz do seu coração. A voz que vai te levar além de uma relação de sofrimento para uma vida de autonomia, paz e alegria.

É uma ideia erronêa pensarmos que porque são pais deveriam ser equilibrados. São pessoas como eu, como você. E, muitas vezes, ainda estão se perguntando: “O que eu vou ser quando crescer?”... Vida ?! Sofrimento dobrado. À medida de nossa ignorância.

Parabéns a você que busca crescimento e conhecimento. A verdade vos libertará. E completará. Constelação é isso: perceber um novo jeito no que sempre foi e libertar-se , por isso.”

Olinda Guedes

OLINDA GUEDES é mãe da Nina Maria, apaixonada pela vida, escreve com o coração o que cabe em palavras.  Não vê a hora de publicar outros livros.

Conduz, no Instituto Anauê-Teiño, a Escola de Saberes Úteis. Uma iniciativa cujo objetivo é trocar saberes das diversas ciências com o propósito de uma vida mais feliz, próspera e saudável.

https://www.facebook.com/olindaguedesfanpage/

https://www.youtube.com/c/OlindaGuedes

https://www.instagram.com/olindaguedes/

#novolivo

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
OLINDA GUEDES
OLINDA GUEDES Seguir

Oilá, gente linda! É uma boa história a minha vida... ainda temos muito a viver. A parte mais linda é ser "Mamain" das duas princesas Nina Maria, Camila Maria e dos cinco príncipes cavalheiros...

Ler conteúdo completo
Indicados para você