[ editar artigo]

A ARTE DA GUERRA

A ARTE DA GUERRA

DADOS DO LEITOR

Nome completo: Valéria de Victor

Curso: Constelação Sistêmica  - Turma: On line

Data: 13/04/2021

DADOS DO EXEMPLAR LIDO

Título: A arte da Guerra - Autor: Sun Tzu

A arte da Guerra

Li esse livro há muitos anos para um trabalho empresarial sobre Liderança e quando ouvi a Olinda sugerir sobre compara-lo às intervenções terapêuticas fiquei muito curiosa em fazer o exercício.

Ao reler os temas dos capítulos pude associar rapidamente com algumas mensagens que precisamos ter em mente ao iniciar uma jornada de cura com um cliente.

Relacionei alguns capítulos que me chamaram mais atenção, e associando com muitos insights elaborei o texto a seguir!

Amei a experiência! Espero que gostem do resultado.

Cap 1 – Estimativa

Para o planejamento de uma ação de tropas do exército, é preciso analisar 5 fatores:

-O caminho, o ideal das ideias apresentadas

-O clima, a sucessão do tempo

-O comando, as virtudes

-O terreno, as condições (favoráveis ou não)

-A doutrina, organização

Porém alguns deles não conseguimos saber antecipadamente, apenas em campo, ou seja na hora da verdade é que alguns deles podem ser definidos, dessa forma, juntos reprogramam algumas etapas e continuam sua batalha.

Na terapia temos algo parecido, pois mesmo conversando antecipadamente com o cliente, acolhendo suas expectativas e planejando uma sessão de Constelação por exemplo, podemos nos deparar com traumas e dores desconhecido ao cliente de forma que juntos teremos que seguir na jornada da cura.

Cap 2 – Gerenciamento de Provisões

Neste capitulo é abordado o fato de que os recursos necessários para a guerra é proporcional a sua duração, e que quanto mais tempo ela consome mais recursos serão necessários, o que as vezes pode consumir toda a força do estado, dessa forma o líder deve controlar a segurança não só de seus homens como de toda a nação.

Na terapia, ao passo que as sessões evoluem e conseguimos identificar novas dores para serem curadas, convidamos nosso cliente a entender que as suas dores não são únicas, que os demais seres daquela constelação familiar também sofreram e ainda sofrem dessas memórias e que quando curamos uma dor ela liberta todos daquele sistema.

Cap 3- Estratagemas

Nesse capítulo fica claro que a derrota de uma tropa está relacionada com as falta de união, interação e respeito dos seus soldados, assim também acontece no campo da constelação, quando os membros devem ser solidários e participativos de modo a auxiliar a cura para todos, com união e entendimento de que não são oponentes e sim parceiros.

Cap 4- Posições Táticas

Na guerra se diz que o guerreiro pode ser invencível pois tem como controlar a si mesmo, mas não sabe se o adversário será vencido pois não pode controla-lo.

Na vida, sabemos que muita coisa depende de nós, de nosso esforço e nossa busca constante de evolução e na terapia só podemos ajudar ao cliente que veio em busca de ajuda, que quer se transformar ou transformar as sensações que os outros lhe causam. Nunca temos como atender ao desejo de mudar o outro, o causador da dor, mas auxiliar o cliente a curar em si mesmo o que lhe causa essa dor e a buscar equilíbrio para não atrair novamente essas situações.

Cap 8 – Contingências

Na Guerra o general ao receber as ordens e planejar o ataque deve levar em conta os locais e caminhos mais fáceis e que garantam maior tranquilidade as tropas, ele deve ser valente porém benevolente com as pessoas que o seguem.

Na terapia, temos que respeitar o outro como adulto e conduzi-lo na jornada da cura com coragem pois existem momentos de dor, de desespero por ter acessado alguma ferida aberta que nunca foi tocada, temos que dar uma passo de cada vez, com segurança para que ele termine a etapa fortalecido e que tenha cada vez mais confiança no terapeuta.

Cap 10- O terreno

Neste capítulo comenta-se que vc pode perder a guerra se desconsiderar o território, se vc avaliar apenas as suas condições, mas se vc conhecer o território poderá verificar se seus recurso são suficientes e qual a previsão de tempo de luta para esse território, o que poderá manter seus soldados protegidos e com recursos suficientes.

Na terapia vc precisa conhecer o contexto, lembras da segunda e da quarta ordem de ajuda que dizem: Tomar a realidade como ela é! Ouvir o outro lado da verdade!

Observar o todo, o sofrimento do indivíduo de forma sistêmica, as circunstâncias, o contexto, não considerar apenas a queixa do cliente, e se possível orienta-lo mudar o mapa mental

Quando ouvir a queixa do cliente não considere apenas o aqui e o agora, ou apenas com essa pessoa, observe o sistema familiar, o sistema profissional, as lutas dos seus antepassados e jamais assumir uma atitude presunçosa para o que foi feito nos sistemas alheios.

 

 

 

 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Valeria de Victor
Valeria de Victor Seguir

Uma pessoa feliz, alegre, grata por tudo o que conquistou e pelas pessoas maravilhosas que fazem parte do meu caminho. Em estudo constante, na busca de evolução e conhecimento!

Ler conteúdo completo
Indicados para você