[ editar artigo]

A GRANDE NOITE ESCURA COLETIVA

A GRANDE NOITE ESCURA COLETIVA

Cada noite escura é pessoal e intransferível, mas uma noite escura nunca acontece sozinha.

Quando alguém atravessa um desses momentos em sua vida, todos ao seu redor (ou pelo menos aqueles que se importam) vivem suas próprias escuridões. Afinal, nenhum ser humano é uma ilha, não conseguimos viver sozinhos, isolados do mundo. Da mesma forma, não conseguimos ver alguém próximo passar por um grande sofrimento, e não nos tocarmos, das mais variadas formas e intensidades.

Se um filho cai em uma profunda depressão, seus pais o acompanham, seus irmãos olham para ele, sua família adota posturas de empatia ou de rejeição, seus amigos tentam salvá-lo, sua rede profissional se modifica... ninguém fica inerte. Ao mesmo tempo, não vão existir duas pessoas nesse emaranhado que experimentem exatamente os mesmos sintomas, na mesma intensidade e da mesma forma.

Cada um vive a sua noite escura particular, dentro da escuridão coletiva.

Além da conversão que o grande sintoma pede ao sistema, mudanças periféricas já aconteceram para que seja possível sobreviver durante o processo. E essas pequenas adaptações também são estratégias do universo para tentar trazer à tona a grande solução.

Enquanto alguns se desesperam e são tomados pela má culpa, e só conseguem se ver como mais uma vítima na grande bolha de dor, outros perseguem e encontram a boa culpa, e entram em uma onda de amor e acolhimento.

Mesmo assim, se se perguntar a cada um, todos têm uma resposta, um tratamento, uma solução, seja carregada de julgamento na tentativa de afastar a situação a todo custo, ou buscando passar de forma amorosa e empática pela demanda do sistema, respeitando cada detalhe da história que vem à tona naquele ser que trabalha tão profundamente pelos seus familiares.

E é por isso que, mesmo sendo particular, pessoal e intransferível, cada noite escura é também uma vivência do coletivo.

Da mesma forma, a luz divina contida nessa experiência, quando descoberta, também beneficia todo o sistema.

Que grande milagre é poder atravessar a escuridão, e chegar no lugar de paz e prosperidade, onde o sistema pode enfim continuar vivendo.

Se quer entender mais sobre o contexto de uma noite escura, ou se estiver atravessando uma e não sabe como sair dela ou, ainda, se quiser se distrair (mas eu te garanto que não será uma mera distração), assista ao filme Moana - um mar de aventuras! 

Permita-se conectar-se aos personagens, e boa constelação!

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Cristiana Josefi
Cristiana Josefi Seguir

Sou fisioterapeuta, apaixonada pelas terapias integrativas e sistêmicas. Sou filha da Ângela e do Ivanês e mãe da Maria Clara, por enquanto.

Ler conteúdo completo
Indicados para você