[ editar artigo]

A LEI QUE CURA: O AMOR

A LEI QUE CURA: O AMOR

Ao estudar sobre as leis do amor e os movimentos que curam, pude compreender o quão leal sou ao meu sistema, quantos sentimentos, quantas sensações que eu não entendia de onde vinham, não conseguia observar a razão pela qual eu sempre me colocava em segundo plano quando o assunto era meus familiares e, após a segunda aula do módulo 2, eu aprendi o que realmente significa a frase:

“Eu vejo VOCÊ”

Quando eu ouvi que a lealdade se manifesta do seguinte modo,  antes da felicidade, os pais, meu coração se encheu de amor, ali eu entendi o emaranhamento que eu estava vivendo em relação ao meu sistema, repetindo os padrões da minha amada mãe nos relacionamentos amorosos, onde passamos por muita dor, muito sofrimento e ao mesmo tempo que sofremos fomos ensinadas a sermos fortes, resistentes aos desafios e buscando incansavelmente uma autossuficiência. 

Em contrapartida, sempre atraindo pessoas com as mesmas características que meus pais, caladas, submissas, com inúmeras crenças limitantes financeiramente.

A cada aula que eu vivenciava, meus antepassados vibravam de alegria, pois a partir daquele momento, estavam sendo vistos sem críticas, sem julgamentos, com um olhar de "Queridos vovô e vovó", agora eu sei. "Queridos mamãe e papai, "agora eu sei".

Neste módulo encontrei minha luz, encontrei a fórmula para iniciar um novo ciclo na vida do meu sistema e todo o meu corpo reverberou essa alegria, quando aprendi que a partir dessas pequenas mudanças eu consigo visualizar um novo horizonte para a minha filha.

Hoje eu realmente sei que eu posso recomeçar, honrando a cada um que veio antes de mim aprendendo com suas lições e, emanando o amor que por muito tempo ficou omitido pela sobrevivência.

Esta linda canção RECOMEÇO da Flávia Wenceslau descreve o sentimento que vibra no meu coração, após essa a seguinte descoberta:

O conhecimento é o pai da sabedoria que é a mãe da felicidade (Olinda guedes).

RECOMEÇO (Flávia Wenceslau):

Vou cantar meus sonhos
Pra desfazer o pranto
Do que não valeu
A partir desse instante
Vou olhar a vida
Como uma despedida
Pra uma festa maior
Vou desatar o nó
Das lembranças perdidas
Da tristeza contida
De um sofrimento a sós

Eu vou recomeçar
Como se hoje fosse
O primeiro dia do mundo
Não me machucar
Nem perder a hora
De saber o que será

Vou receber os dias
Como pedras raras
Que o vento escondeu
Vou te olhar nos olhos
Não se pede desculpas
Pelo que não foi dito
Pelo que não doeu
E na casa do tempo
Vou refazer a história
Respeitando a glória
De quem já sofreu
E tudo é bem menor
Que a verdade clara
Deste sentimento
Aclamar
Que a vida é um bem maior
Seu silêncio cala toda dor que há

E tudo é bem menor
Que a verdade clara
Deste sentimento
Aclamar
Que a vida é um bem maior
Seu silêncio cala toda dor que há

Eu vou recomeçar
Como se hoje fosse
O primeiro dia do mundo
Não me machucar
Nem perder a hora
De saber o que será

     

Hoje eu realmente sei que eu posso recomeçar, honrando a cada um que veio antes de mim, aprendendo com suas lições e emanando o amor que por muito tempo ficou omitido pela sobrevivência.

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você