[ editar artigo]

ABRIR O CORAÇÃO PARA SE CURAR

ABRIR O CORAÇÃO PARA SE CURAR

Neste módulo, aprendi o quanto somos leais ao nosso sistema; o quanto agimos fora do contexto em algumas situações por estarmos emaranhados.

Emaranhamento é um sentimento de fracasso, de pobreza, uma doença, estado de infelicidade, de tristeza que não tem correspondência e proporcionalidade com o contexto atual.

Somos leais ao sistema porque não aguentamos sermos excluídos; nosso cérebro pensa que se estivermos sós estaremos fragilizados. E nossa mente acredita que só pertencemos se fizermos tudo que vivenciamos. "Antes da felicidade, a lealdade".

Para curar nossa lealdade é preciso fazer escolhas na nossa vida; nem tudo que aprendemos é importante para vivermos o hoje. Ser desleal com os antepassados às vezes é necessário e podemos nos curar dizendo que faremos diferente por eles.

Todo sistema tem uma justa razão.

O constelador precisa ter empatia, vínculo de amor, acolher o sofrimento do cliente e olhar com amor para os seus destinos, pois todo destino é construído às custas de muito sofrimento. Muitas vezes, a falta de sucesso é o excesso de amor pelo sistema.

Vínculo de amor interrompido pode passar para 2, 3 até 4 gerações e devemos entender que esse sofrimento é uma declaração de amor aos antepassados.

As crianças muitas vezes choram as lágrimas que seus antepassados não puderam chorar.

Precisamos nos curar, conhecer a nós e a nossa história, para ajudarmos a curar as outras pessoas.

 

#MÓDULO 02

Constelações Sistêmicas

TAGS

mod02

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você