[ editar artigo]

AMAR PODE DAR CERTO

AMAR PODE DAR CERTO

 

Curso: Formação Real em Constelações Sistêmicas

DADOS DO EXEMPLAR LIDO

Título: Amar pode dar certo.

Autor: Roberto Shinyashiki e Eliana Bittencourt Dumêt.

 

  • Qual a mensagem global que o autor deixou para você?

A mesma que eu acredito. Que amar pode sim dar certo, é bom demais e completa a existência. Porém, fica bem claro que não é uma dinâmica simples, ou, na verdade, é tão simples que só é preciso coragem. Deve ser baseada em muita honestidade, confiança, respeito, entrega e disponibilidade.

 

  • A partir do que você leu, enumere 10 dicas para você criar excelência para sua vida.
  1. Viver é procurar provas para aquilo em que acreditamos. Continue vendo o copo meio cheio e tudo mais que é mais. É dentro da gente que começam os relacionamentos pois eles são o retrato do que acreditamos a respeito do amor.
  2. Amar alguém é chama-lo para a vida e exercer o próprio ato de estar vivo. “é comprometer-se sem garantia; entregar-se completamente, com a esperança de que nosso amor produza amor na pessoa amada” (Erick Fromm).
  3. Realmente, conviver com alguém que amamos é o mesmo que comprar um imenso espelho da alma, onde podemos ver todas as nossas sombras e a nossa luz. Conseguir ver dessa forma e respeitar isso no outro e em nós mesmos é uma grande oportunidade para uma evolução, um amadurecimento mais rápido e que traz junto ainda o crescimento do amor. “O Cachorro – percebi que, sempre que eu me aproximava de alguém, via minha cara refletida, fazia cara de bravo e fugia assustado. E ficava, de longe, sonhando com esse relacionamento que eu queria para mim. Esse cachorro me ensinou que eu precisava entrar em contato com a minha sede e mergulhar no amor, sem me assustar com as imagens que eu ficava projetando nos outros”.
  4. Ai ai, realmente, nem todos os pratos estão eletrificados. E melhor ainda é quando a gente mesma para de eletrocutar os outros, quando conseguimos nos entregar verdadeiramente.
  5. Esta é uma boa passagem para manter à memória... “Se você compara a pessoa que está com você com outra, do passado, significa dizer que você bebe, sempre, com o gosto da bebida anterior deixada no outro copo. E a bebida de agora é que sai perdendo. Cada um de nós é o que é, tem a sua própria essência. E quem não se sente aceito não tem motivo para mudar. Querer mudanças radicais é não aceitar a essência do outro. As mudanças precisam ser operadas, sim, mas mediante um crescimento individual e também como consequência do relacionamento. Aspectos da personalidade são estruturas existentes há muito tempo e que só vagarosamente podem se modificar, mesmo assim apenas quando a pessoa decide mudar. Admiração cria uma motivação para evoluir, enquanto a comparação cria um sentimento de inferioridade”.
  6. Precisamos evoluir constantemente, não apenas para despertar constantemente o amor do ser amado, mas para que tanto o amor dado quanto o recebido possam crescer ainda mais e desfrutar deste raro encontro de verdadeira entrega e respeito mútuo.
  7. “O par ideal é a pessoa real, a pessoa que não vem pronta e para a qual nós ainda também não estamos prontos. Cada pessoa é diamante bruto. No roçar do cotidiano, vamos nos lapidando, corrigindo falhas, aparando arestas, as pontas, as saliências, até um ponto em que ficamos polidos, e o roçar continuará, mas agora mais doce e suave. Esse relacionamento real, em que, juntas, duas pessoas se reinventam, admitindo e respeitando suas imperfeições. O seu par ideal é uma pessoa disposta a crescer junto com você”.
  8. Como diz minha psicoterapeuta linda, Lenita Kruger: Como é curativo conhecer homens assim, saber que eles realmente existem. "Apenas se você tiver olhos para ver o novo, poderá encontra-lo realmente”! Se os dois querem o amor pode dar certo.
  9. “Uma pessoa dividida não é capaz de criar ou viver um relacionamento pleno. Somente pessoas inteiras podem criar um relacionamento inteiro”. "Buda dizia que um discípulo só poderá procurar o mestre quando estiver decepcionado consigo mesmo. Senão ele iria querer mudar o mestre, em vez de deixar-se ajudar". E, realmente, ficar reclamando do mundo não ajuda o mundo nem tampouco a si próprio a chegar nem mesmo perto da plenitude. É contentar-se com a miséria, é viver no menos, é o mais fácil porque não precisa de ação. Mas é não viver.
  10. Existe um tripé de sustentação para que um homem e uma mulher vivam plenamente uma relação de amor: admiração, respeito e confiança. O AMOR NÃO É COISA PARA COVARDES.

 

  • Considerando a realidade onde vive, o que você aplicou, imediatamente, assim que leu?

Na verdade, pude comprovar teoricamente o que tenho vivenciado na prática... “É dentro da gente que começam os relacionamentos pois eles são o retrato do que acreditamos a respeito do amor”, no capítulo “As crendices do amor”.

 

  • O que você transformou em si mesmo com a leitura deste livro?

Acredito que posso acreditar ainda mais em mim e no que há de bom nas pessoas.

 

  • Se você encontrasse o autor do livro, o que você diria a ele?

É mesmo uma pena que tão poucas pessoas busquem por obras como esta.

Gratidão pela expressão escrita deste amor.

 

  • Enumere 3 pessoas para as quais você sugeriria este livro e justifique.

Para minha mãe, para que ela se reconheça na solidão e que isso a incomode a ponto de querer deixa-la.

Para uma querida amiga, que expressa publicamente um casamento que ela vive apenas em seus sonhos. Desejo muito que acorde e possa construir uma feliz realidade.

Ai ai, comprei a versão física desta obra e, sem perceber, a havia enviado para meu endereço de casada, que constava em antigo cadastro. Bom, consegui resolver antes que fosse efetivamente enviada, mas acredito que meu primeiro marido realmente possa ser alguém que merece lê-la.

 

#Fichamento

 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você