[ editar artigo]

AMOR E LUZ

AMOR E LUZ

Grandes aprendizados e muitas curas dentro desse módulo, impossível não se emocionar com os temas colocados e o desenrolar das histórias de cada sistema dos colegas.

Como diz nossa mestra, Olinda Guedes, não só quem coloca o tema é curado mas todos que participam ou assistem uma constelação, e não só em uma constelação, toda situação que toca seu coração é porque tem aquele problema no seu sistema,.

A cada informação alguma coisa é transformada ou solucionada, desde que a pessoa esteja aberta, com coração aberto, para trabalhar o tema mesmo sem ter sido ele a colocar no momento, isto quer dizer que acontece muitas constelações espontâneas o tempo todo, pois dizemos que os problemas ou sofrimentos são meia dúzia, então são de todos e a cada constelação cada um leva o que pode, tomando sua parte, nem mais, nem menos, só o que pode, pois quando temos empatia pelo outro vamos ficando mais completos e quando completamos de modo sensorial, milagres acontece todo tempo e a qualquer hora.

Não existe constelação certa ou errada e nem podemos ter a presunção de dizer ou querer resolver os problemas numa única constelação.

O constelador pode direcionar lanternas ligadas em alguns pontos e estes pontos são ou não importantes para quem olha e a engrenagem começa a mexer se isso fazer sentido ao cliente ou a qualquer dos participantes.

Cabe ao constelador fazer a leitura dessa gramática, que é a interpretação dos movimentos, do tom de voz, das expressões de tudo que acontece numa constelação

Em uma constelação é incrível o quanto o campo nos chama e nos leva para o estado de presença, as sensações, emoções, tristeza, lágrimas e alegrias, são muitos insights, há uma conexão ímpar, como se soubéssemos da história familiar do constelado, vem informações que nem mesmo a pessoa que colocou o tema, lembrava ou sabia da existência no seu sistema.

Constelar é métrica e não técnica, é completar, constelar é um estado de contemplar as coisas como são, como estão e perceber como se tornaram sem julgamentos, de observar a nossa vida de forma sistêmica, com coração cheio de amor, livre e aberto, assim cura e liberta.

A maior arte das constelações é a pessoa constelar sem perceber que está sendo constelada!

“Quando paramos de julgar os outros e a nós mesmos, nosso coração começa a se abrir. O caminho para a cura é aprender a amar e nos aceitar incondicionalmente. Significa abraçar nossos lados positivos e negativos com amor. A cura acontece quando trazemos tudo o que encontramos dentro de nós para a luz.”

                                                 Swami  Dhyan Giten

 

 

 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você