[ editar artigo]

ANIVERSÁRIOS SISTÊMICOS

ANIVERSÁRIOS SISTÊMICOS

Ao assistir os encontros sobre as celebrações sistêmicas, lembrei que mesmo sem conhecimento das leis sistêmicas um ritual que fazia com meus filhos no dia de seus aniversários, o que por alguns anos tornou-se tradição.

Após cada comemoração de aniversário das crianças, depois que os convidados iam embora, sentávamos a mesa para comermos um pedaço de bolo, os filhos e nós, eu e meu marido; nesse momento, enquanto comíamos um pedaço do bolo contávamos como foi o dia em que cada um nasceu, os detalhes na sua forma alegre, até cômica, como íamos para o hospital, a espera, quem estava junto, quando o pai ia buscar o bebê no berçário, as fotos, como foi voltar para casa com o bebezinho, como o pai arrumou os pertences, a cama o bercinho, a comida que preparou, até o momento em que perguntamos ao irmão mais velho ( com um ano e pouco) se ele queria um irmãozinho ou irmãzinha, que ele havia participado desse momento.

No dia do aniversário de dois anos dele nós contamos aos familiares que teria mais um bebê a caminho.

Então até uma certa idade, início da adolescência isso fazia parte das comemorações de aniversários.

Foi então que os filhos perguntaram o motivo pelo qual o pai não comemorava seu aniversário daquela maneira, com bolo, convidados... Ele não comemorava porque sua mãezinha faleceu no dia do seu aniversário de 16 anos.

Quando o pai percebeu a importância que isso fazia para os filhos ele tomou a decisão de comemorar, com os filhos e pelos filhos seu aniversário, pois isso seria bom para todos da família e que a tristeza da data não poderia perdurar, mas sim, a lembrança da mãe querida.

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você