[ editar artigo]

ANTES DA FELICIDADE SOMOS LEAIS E NÃO PRIORIZAMOS A FELICIDADE NA NOSSA VIDA

ANTES DA FELICIDADE SOMOS LEAIS E NÃO PRIORIZAMOS A FELICIDADE NA NOSSA VIDA

 

Quando uma pessoa pertence a uma família ela simplesmente vai perceber que esta família é uma família um pouco diferente; toda família é diferente e nós percebemos isso logo na infância.

Esta lealdade é a dinâmica de fundo que nos coloca a repetir acontecimentos difíceis contidos na história do nosso sistema familiar.

Por sua vez, essas experiências do sistema são acessadas pelo inconsciente pessoal dos indivíduos que fazem parte deste grupo familiar.

Somos influenciados silenciosamente por experiências vividas por nossos antepassados: pais, avós, bisavós e tataravós.

Tudo pelo simples fato que fazemos parte do sistema através do nosso nascimento.

Neste contato inconsciente, registra-se em nosso ser uma marca relacionada ao acontecimento passado.

É como se, mesmo sem ter vivido o que causou sofrimento em outra geração de nossa família, o indivíduo buscasse uma forma de experienciar aquela dor, igualando-se aos que vieram antes. Sofrendo junto. Pertencendo. Esta pessoa está vinculada a dor de seu sistema familiar através de uma lealdade profunda e invisível. Uma lealdade que deseja garantir seu pertencimento ao sistema e, por isso, repete aquilo que foi difícil e pesado para seus antepassados.

No conceito sistêmico de lealdade, na busca pela definição do que seria a lealdade dentro do sistema, vemos que para o aparecimento da lealdade deve existir no sistema uma expectativa estruturada no grupo, em relação aos quais todos os membros do grupo assumem um compromisso.

Acontece, porém, que na nossa família alguns foram excluídos, rejeitados, esquecidos, dados ou talvez abortados.

E agora essa consciência arcaica procura restabelecer a ordem de tal forma que toma a serviço um inocente, alguém de uma geração posterior, uma criança, um neto ou alguém que veio muito mais tarde, para que ele ou ela represente essa pessoa excluída.

Essa consciência arcaica força alguém que veio mais tarde a ser benevolente. Trata-se, no entanto, de uma benevolência inconsciente para a qual ele ou ela é movido por essa consciência arcaica. Precisam comportar-se como esse excluído, de forma inconsciente.

Estão emaranhados.

#mod02

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você