[ editar artigo]

APRENDIZADO DO MÓDULO 8

APRENDIZADO DO MÓDULO 8

Na primeira aula aprendemos sobre as cinco Ordens de Ajuda.

A primeira ordem da ajuda nos ensina que só podemos oferecer ao outro aquilo que temos, e que só podemos entregar ao outro aquilo que o outro realmente precisa.

No campo das terapias, só podemos ajudar alguém que realmente necessita e deseja receber ajuda.

Algumas vezes pode ocorrer de alguém nos procurar apenas para desabafar, ela não está comprometida com ela mesma em buscar mudanças. Ou às vezes vem tendo problemas no relacionamento com alguém e nos procura com a intenção de querer mudar a outra pessoa.

Nesse caso devemos ser sinceros em explicar no sentido de fazê-la entender que ninguém pode mudar alguém, mas que se ela desejar passar por algumas intervenções terapêuticas podemos ajudá-la a ver todo o contexto da situação e assim, quem sabe, conseguimos auxiliá-la a melhorar a relação.

A segunda Ordem da Ajuda: Tomar a Realidade como Realmente É.  Uma das coisas que um terapeuta precisa desenvolver é a escuta ativa. Não considerar apenas a queixa do cliente, ver somente o lado dele. É necessário uma boa investigação dos fatos, olhar todas as circunstâncias que estão levando a desenvolver aquele problema, se é apenas no plano físico ou sensorial para, a partir daí, então, atuar de forma sistêmica.

A terceira Ordem da Ajuda:  Precisamos tratar o cliente como uma pessoa amadurecida, adulta e responsável. Os dois: terapeuta e cliente precisam caminhar juntos, lado a lado, para a solução do problema. O cliente precisa colaborar e fazer a sua parte.

Em seguida, na quarta Ordem da ajuda, estudamos sobre não considerar a queixa do cliente apenas no aqui e no agora, mas observar também todo o sistema do cliente. Pesquisar e considerar toda a história familiar e dos seus antepassados, com profundo respeito pelo cliente e por toda história do seu sistema.

E por último, a quinta Ordem da Ajuda, onde aprendemos sobre a importância do não julgamento. O Terapeuta só pode ajudar uma pessoa quando der a ele um bom bom lugar no seu coração.      

Segunda Aula: GRAMÁTICA DAS CONSTELAÇÕES

No atendimento às constelações sistêmicas, o terapeuta precisa atuar com muita sabedoria. Precisamos ficar atentos a todos os movimentos do cliente desde o agendamento, a forma como ele se comporta, sua fala, seus questionamentos, enfim, todos os detalhes tem um significado.

Então, é necessário que aprendamos a ler estes sinais e tudo o que o campo vai nos mostrando para que possamos realizar uma boa constelação.

Aula Três:

Na aula três aprendemos a respeito das frases que vamos utilizar nas constelações. As frases precisam ser certeiras, pois elas são a ponte entre o estado atual do cliente e o estado desejado.

É necessário que aprendamos a utilizar frases ou palavras que ajudem o cliente a alcançar o estado desejado. Precisamos sempre utilizar frases de Pertencimento, de Compensação e de Ordem. Ex: Eu vejo você, Eu te percebo, Isso foi o suficiente, etc.

Aula Quatro:

Na aula quatro estudamos sobre os cuidados com o cliente após a constelação.  Sempre com muito amor e respeito, agendar com tempo suficiente para uma avaliação, esclarecimento de dúvidas, saber se as expectativas do cliente foi alcançada e o que o cliente está levando desse atendimento.  Também podemos passar tarefas, recomendar livros, sugerir terapias, etc.

E se o atendimento for no modo online, é necessário passar algumas orientações antecipadamente sobre o ambiente, iluminação, testar câmera, som, ter um recipiente com água, lenços de papel e principalmente um local com uma boa conexão com a internet.

Uma frase da nossa mestra que levarei sempre comigo nos atendimentos: 

" Você sempre deve se colocar ao lado de quem, contra quem se tem uma queixa.”

Gratidão!

#mod08

 

 

 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você