[ editar artigo]

AS LEIS DO AMOR

AS LEIS DO AMOR

            

Antes da felicidade somos leais aos nossos pais, os filhos de forma inconsciente tomam as “dores dos pais” manifestando sintomas, carregando por suas vidas, dores e sofrimento.

Vivemos em uma sociedade onde o julgamento e muito “normal” como, por exemplo, uma pessoa com carro bom, casa, dinheiro e posição social. Enquanto a sociedade julga ser essa pessoa de sorte, mal sabem que pode estar sentindo profunda tristeza, solidão, angustia e depressão, um sentimento de fraqueza e fragilidade envolve seu ser.

Se realizado uma terapia vai ser exposto uma história de vida com lealdade, orfandade, sofrimento transgeracional, onde muitas vezes a ordem na família atual está alterada, tais desordens mechem com a família toda trazendo sentimentos de briga, desrespeito, tristeza e impotência perante a vida.

Muitas histórias acontecidas com avos, bisavós, trisavós estão reverberando na geração atual; a isso chamamos de lealdade.

Olinda Guedes nos alertou que temos que constelar pelo menos quatro gerações para ficarmos livres de emaranhamentos, estes representam as situações, sentimentos e sensações desproporcionais no contexto da vida.

Ela citou vários exemplos, e aqui coloco este de uma linda mulher, dotada de grandes qualidades pessoais e no trabalho, sonhava encontrar um bom rapaz casar e constituir uma linda família. 

O tempo vai passando e ela continua sozinha por um motivo ou por outro, a idade vai chegando e quando se percebe, está com setenta anos sozinha; o que aconteceu com essa mulher que justifique tal situação? As constelações explicam.

No Pertencimento a criança sente que pertence a uma família, percebe que sua família é diferente, e que as demais também são, cada qual com suas particularidades e desafios, ela precisa se sentir acolhida e amparada nesse lar, viver sua infância com paz, alegria e segurança, se preparando para ser um adulto saudável e viver de forma harmoniosa no trabalho e na vida.

Devemos saber escolher o que fazer com nossa vida, nem tudo o que aprendemos ou trazemos na memória transgeracional e importante ou saudável, devemos analisar o contexto vivido para saber se aquela informação ou aprendizado é útil ou não.

     Olinda citou uma frase de Bert Hellinger onde ele dizia, “Para você ser feliz tem que ser um pouco desleal”. Ele se referia a não ser totalmente leal “a sua família, ou seja, não seguir tudo ao pé da letra, pois vivemos em uma sociedade com realidades e contextos diferentes aos de nossos pais e antepassados”.

No princípio da ordem os pais precisam ser pais, e os filhos precisam ser filhos, existe uma hierarquia que precisa ser respeitada, quando estamos no lugar certo podemos nos curvar, tanto pais como filhos, no sentido sistêmico.

Honrar os pais e antepassados significa conhecer a história deles, o que fizeram seu trabalho, lutas, sacrifícios, e também as coisas boas que marcaram suas vidas, isso e libertar, isso e constelar.

O vínculo do amor interrompido trata de questões que não damos muita importância, pois vivemos em uma sociedade presunçosa onde as crianças são maltratadas, agredidas e violentadas. 

A orfandade e o vínculo interrompido ficam no sistema, mas nem todo vínculo interrompido é transgeracional e pode ser atual, de pai para filho, ou filho e genitor.    

Muitas crianças não podem perder sua mãe de vista, entram em desespero como se fossem ser deixadas para trás, isso pode ser uma manifestação de vínculo interrompido; crianças choronas, inseguras, medrosas podem estar manifestando a ausência de um dos seus genitores atual ou transgeracional.

Olinda cita o exemplo de sua filha Nina; toda vez que ela vai sair Nina chora muito, ela tem o sentimento de que vão abandoná-la, essa memória esta registrada em seu inconsciente causando grande pavor.

Diante de tudo o que foi exposto podemos dizer que atuando em nível do espírito temos que ouvir as partes, atuar com amor e sensatez naquilo que foi transmitido ao terapeuta, ter empatia, compaixão e ser verdadeiro, passar credibilidade e ver o outro para que esse ressignifique e cure.

#mod02

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você