[ editar artigo]

CARTA AOS ANTEPASSADOS

CARTA AOS ANTEPASSADOS

Queridos e amados antepassados das famílias Zappielo, Ossucci, Angelo, Vilas Boas e a tantos outras famílias aos quais eu ainda não tenho acesso aos sobrenomes.

Quero dizer a todos vocês que: eu vejo vocês, eu vejo cada um de vocês, e lhes sou grata por tanto, por cada sim que vocês disseram permitindo que a vida chegasse até mim, de geração em geração vocês foram dizendo SIM, até que minha mãe e meu pai também um dia puderam dizer sim para a minha vida. Gratidão! Eu honro a vida de cada um.

Com respeito a todos vocês, me dirijo hoje especialmente à minha avó materna, a Vó Minica, a quem eu nunca conheci. Você se foi tão cedo vovó, mamãe ainda era tão pequena e já teve que se tornar tão adulta e responsável.

Ah, como eu gostaria de ter te conhecido, sentado no seu colo e olhado em teus lindos olhos verdes, no teu semblante de ‘estrela de cinema’ (acho que você é a mulher mais linda que já vi em fotos antigas), elegante, belíssima, cabelos escuros, pele clara e olhos verdes...

Estando aqui na casa de minha mãe, após me divorciar, fiquei mais próxima dela, estou também mais próxima da senhora, ouvindo minha mãe relatar sobre você, e fui te conhecendo melhor e a cada dia me apaixonando. 

Soube que era uma mulher brava, autoritária... muito da senhora está em mim. E isso me faz pertencer também aos Angelo.

Obrigada por isso Vó Minica (olha eu sempre soube seu nome inteiro ‘Benedita Angelo Vilas Boas’ ... sempre soube décor)... Vovó, eu quero te dizer que está tudo bem, que você deu o que pode dar e que assim está tudo bem.

Belita, sua filha, minha mãe, se tornou uma linda mulher por dentro e por fora e ela tem a sua beleza e os teus fascinantes olhos verdes.

A vida chegou até mim, porque a senhora um dia também disse sim à vida de minha mãe: gratidão! Ah... os meus olhos não são verdes como os seus, mas lembram um pouquinho essa cor tão linda e que eu amo tanto, a cor da esperança, da vida... inclusive a cor de muitas das minhas roupas... talvez essa seja uma das formas de me conectar à senhora, o verde... o verde dos seus olhos vovó.

Gratidão! Honro sua vida minha avó, honro sua dor e seu sofrimento na doença que te levou, honro teu ventre que gerou minha mãe.
Amo-te. Sua bênção.

Sua neta Fabiana. 

 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Fabiana Zappielo
Fabiana Zappielo Seguir

Sou a Fabiana Zappielo, filha do João e da Belita, irmã da Fabíola e da Ana Paula. Mãe de Lucas, Felipe e Miguel aqui na terra e Maria Clara que mora no céu. Viver, amar, servir com amor ... tem coisa melhor!? Conte comigo sempre!

Ler conteúdo completo
Indicados para você