[ editar artigo]

CARTA AOS MEUS ANTEPASSADOS

CARTA AOS MEUS ANTEPASSADOS

Queridos antepassados,

Eu vejo cada um de vocês e todos os familiares do meu sistema. Vocês fazem parte. Todos vocês que passaram por tanto sofrimento e dor, passaram a guerra como refugiados, mas eu concordo e respeito o destino de cada um de vocês assim como ocorreu foi o suficiente.

Querido Vovô (paterno), sei o quanto foi difícil deixar a pátria fazendo a travessia em um transoceânico até o Brasil. Em terras desconhecidas nos caminhos de um recomeço com esposa e filho nos braços. FOI UMA VIDA DIFÍCIL. A VIDA não é fácil para ninguém.

Querida Vovó (paterna), vejo o quão árduo foi e quanto medo passou todo esse tempo longe do vovô que para construir o lar teve que se isolar mata adentro enquanto você servia com seus serviços de empregada doméstica.

Querido Vovô (materno), o quanto lutou para salvar e sustentar a família em épocas da guerra. Primeiro servindo como engenheiro na construção dos aviões(B-52) e depois peregrinando a pé de um estado a outro(600km). Passando as dificuldades mais adversas. Perdeu toda a família numa noite de ataque aéreo e por fim tomando a própria VIDA por AMOR.

Querida Vovó (materna), você assumiu o lar ainda moça jovem quando da morte de sua mamãe e  com toda coragem e forças sub-humanas ficou ao lado do vovô dando todo suporte. 

Queridos Papai e mamãe, sei que fizeram o melhor que podiam para aquele momento. Grata por  terem feito o que lhes foi possível. Grata também por terem passado a vida adiante e pela VIDA que me foi dada.

Me perdoem se julguei cada um de vocês.

Agora eu sei que os antepassados não morrem nunca, estão sempre vivos dentro de nós. Então eu vou fazer algo de bom com a vida que me foi dada.

Estava refletindo como é linda a vida e abençoada também. Que benção quando temos consciência da nossa vida e quando conseguimos fazer dela uma experiência de crescimento todos os dias. Tenho experimentado muitas coisas novas.

Me abençoem para eu ser próspera, feliz e saudável, sem me sentir culpada por não estar com vocês.

"De nossos pais temos tudo: o que somos e o que nos falta." (Bert Hellinger).

É amando e honrando cada um de vocês que escrevi esta carta, porque é sempre o AMOR que CURA, porque o AMOR faz você inteiro. (Bert Hellinger).

Gratidão por tudo e tanto, amados.   

                 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Vera Poehlmann Correa
Vera Poehlmann Correa Seguir

Minha paixão: a manada dos cavalos, natureza, água, montanhas. Pisciana. Em busca do verdadeiro sentido da vida, para mim: estar a serviço! Ser feliz no aqui e agora. Valorizo os pequenos gestos e a amizade sincera; uma prosa com bons amigos.

Ler conteúdo completo
Indicados para você