[ editar artigo]

CARTA AOS ANTEPASSADOS RELATO DE VIDA

CARTA AOS ANTEPASSADOS RELATO DE VIDA

Os nossos antepassados influenciam as nossas vidas e nossos destinos. Nós acessamos suas memórias através dos campos morfogenéticos pesquisado pelo biólogo e filósofo Rupert Sheldrake. Aqui eu relato um pouco da minha história de onde começaram uma parte dos emaranhados, as questões de gerações passadas relacionadas a minha vida e do meu sistema familiar.

Queridos antepassados estou escrevendo esta carta por amor e gratidão a todos vocês, eu conheci um pouco da história do que aconteceu com o destino de alguns e vou relatar um pouco nesta carta aqui. Meu bisavô materno veio de Portugal, deixou sua terra natal, parentes, amigos e veio para o Brasil num navio com destino a São Paulo, com dezessete anos, acompanhado com uma família de lá. Depois casou-se com minha bisavó que era indígena e tiveram onze filhos.

Meu bisavô paterno veio da Itália num navio para São Paulo e casou-se com minha bisavó que era benzedeira descendente de espanhóis e tiveram filhos.

Nenhum dos meus bisavôs retornou a sua terra natal estrangeira.

Meu avô casou-se com minha avó e vieram para o estado do Paraná tiveram cinco filhos vivos e mais dois que faleceram. Ele perdeu bens; foi carpinteiro, alcoólico, gostava de pescar e caçar e faleceu com câncer no estômago com cinquenta e oito anos. A minha avó era costureira e aprendeu ler e escrever com sessenta anos, gostava de plantas medicinais de fazer horta e fumava, faleceu com oitenta e três anos de insuficiência respiratória e cardíaca.

Os meus avós tanto maternos quanto paternos sofreram com a escassez, mas foram fortes e nunca desistiram conseguiram criar os filhos, fizeram o melhor que puderam, fico impressionada com tanta força, coragem e determinação pois conseguiram muito com o pouco que lhes restaram.

Minha mãe ficou viúva três vezes, primeiro o noivo morre afogado na semana do casamento depois ela casa com meu pai que era separado da primeira esposa e tinha quatro filhos e viúvo da segunda esposa e tinha mais quatro filhos e depois se casa com minha mãe e tem mais três filhos, e meu pai falece então com quarenta e sete anos de idade. Minha mãe se casa e fica viúva depois de doze anos de casada novamente.

Eu não conheci os meus avós paternos e sei que moravam no estado de Alagoas, meu pai faleceu com problema cardíaco quando eu tinha três anos e me lembro pouco dele e só conheço e convivi com meus irmãos do segundo casamento dele e eu os amo muito. Meus amados ancestrais sei, imagino e sinto o quanto todos vocês sofreram para que eu pudesse estar viva e eu sou grata por isso e estou me esforçando muito para viver feliz e próspera da melhor forma que eu puder para honrá-los.

Sei que existem muitos emaranhados ocultos, histórias esperando para serem resolvidas, tarefas por fazer, aos poucos vamos resolvendo através das constelações sistêmicas que é uma ferramenta criada por Bert Hellinger. E agora também há novas metodologias desenvolvida por Olinda Guedes, as constelações na água e constelações épicas.

#mod01

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você