[ editar artigo]

CARTA PARA MEUS AVÓS MATERNOS

CARTA PARA MEUS AVÓS MATERNOS

Queridos, vovô Santo Crevelin e vovó Marieta Belinelle, quanta saudades eu sinto de vocês...como tenho em minha lembrança viva o Senhor, vovô Santo tocando sanfona sentado naquele banco, bem perto do fogão a lenha e minha vovô Marieta me ensinando a dançar valsa. nessa época eu tinha 8 anos de idade, que saudade daquela refeição que a vovó fazia, chega dar água na boca até hoje quando fico relembrando...

O feijão, o arroz, a abobrinha que a senhora cozinhava tudo na mesma panela, fazia um de cada vez, aquele tempero delicioso, aquele amor que a senhora tinha em preparar aquele alimento, o doce de abóbora que até hoje nunca mais comi um doce tão delicioso, com aquele queijo ralado por cima...

A senhora servia todos os netos que ali estavam. o vovô Santo com aquela calma de mineiro nos contava histórias e tocava aquela sanfona como ninguém. que lembrança linda e maravilhosa eu tenho de vocês, quanta saudade, vocês moram no meu coração, eu sou muita grata por vocês, meu coração transborda de alegria e emoção em relembrar de tudo isso e saber que eu como criança tive o privilégio de conviver bem pertinho de vocês meus avós maternos até aos 10 anos de idade. gratidão, eu amo vocês.

Constelações Sistêmicas

TAGS

CARTA AVOS

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Vilma Rinaldim Gotardo
Vilma Rinaldim Gotardo Seguir

Tenho 56 anos, casada há 37 anos. Mãe de uma menina e 2 meninos. Avó de uma menina e 2 meninos. Sou muito grata a Deus por ter me proporcionado tanto.

Ler conteúdo completo
Indicados para você