[ editar artigo]

CARTA AOS MEUS ANTEPASSADOS

CARTA AOS MEUS ANTEPASSADOS

Quando nasci meus bisavós, avós paternos e meu avô materno já haviam partido para uma outra jornada.

Então não pude conviver com eles.

Mas quando olho para meu sistema familiar vejo eles.

Percebo que somos uma teia de aranha que começou a ser construída muito tempo antes do meu ser existir fisicamente na terra.

Vejo muitos sintomas de sofrimento e doença em meu sistema familiar por não seguirem os princípios sistêmicos, sabemos que sem ordem, equilíbrio e respeito as origens do pertencimento não haverá felicidade plena, só ficaremos em um emaranhamento infinito.

Com essa consciência venho a dois anos me curando de tudo que não me faz bem, de tudo que não pertence ao meu presente.

Por isso, olho com muito carinho e reverência a todos os meus antepassados.

Agradeço do fundo do meu coração a vida que foi me dada, prometo fazer valer a pena todo o esforço e sofrimento que todos os meus antepassados passaram para que hoje eu pudesse estar aqui sentada escrevendo sobre tudo, estudando e tendo uma vida próspera.

Contudo, quero dizer que tive que me afastar dos sentimentos e emaranhamentos familiares para ver de longe o tamanho da teia que foi construída e compreender o quão complexo é o nosso sistema.

Hoje vejo todos vocês, com o coração aberto para perdoar tudo que aconteceu de ruim e pedi desculpas por aquilo que não realizei de acordo com que vocês esperavam.

Amo profundamente todos vocês!

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você