[ editar artigo]

ERA UMA VEZ

ERA UMA VEZ

Uma pessoa que estava passando por noites escuras, mais uma vez se encontrava em uma situação, pela qual jamais imaginaria o que estava por vir.

Desde os últimos dias do mês de dezembro de 2019 muitas coisas tinham acontecido, mortes, tristezas, más impressões, enganos, suspeitas, etc.

Estávamos já no final do verão de 2020. O mês de março tinha um significado muito especial para ela; era o mês de presentes.

Naquele 31 de março, o coração estava apreensivo, sabia intuitivamente que algo estava acontecendo, atribuía a chegada do COVID19 ao mundo. A China, a Europa estavam devastadas. Mais que as mortes físicas, começava o maior  período de risco, mortes e privação que o mundo já vira nos últimos  50 anos. Era a completa falta de perspectiva contra um ser invisível.

Naquela noite, ela manda um recado ao marido, talvez intuída por seu anjo da guarda, perguntando o que estava acontecendo. Ao acordar no dia seguinte, recebia a notícia que ele jamais teria coragem de dizer cara a cara.

Ele, o marido, dizia: O nosso casamento acabou, reencontrei uma pessoa do meu passado e a vida é muito curta, eu mereço ser feliz. 

Ela então perde o chão ao ler e mergulha em um turbilhão de pensamentos.

Como um irmão benevolente, o tempo passa.

Ela volta para terapia, os amigos de longe em função do isolamento social se fazem presentes, a família faz um círculo de amor em torno dela e dos filhos, para que aceitem melhor aqueles momentos.  

Julho de 2020. A mesma mulher busca ainda formas de sobreviver a tudo que acontecia no mundo externo não muito diferente do mundo interno.

No primeiro instante é somente uma luz, depois ao ir se aproximando é uma estrela, mas ao abrir bem olhos e ouvidos, de perto vê que é uma constelação. a constelação sistêmica.

Deus mandou um anjo, que irá conduzi-la a melhor compreensão de tudo que está acontecendo. Olinda Guedes, mais um anjo de Deus, que vem passar, um modo diferente de ver e viver a vida.

Então, 9 meses de aulas, conversas,  novos aprendizados, novas amizades, em plena pandemia.

As constelações Sistêmicas de Olinda Guedes são mais que um oásis: parecem o próprio encontro ou reencontro.

Hoje aquela mulher já é outra pessoa. Sua vida mudou muito. O reencontro consigo é absolutamente real.

Essa foi a sua caminhada de peregrinação,  o seu caminho de Santiago, o período sabático.

Só gratidão, gratidão a mestra Olinda Guedes, a Susy Guedes, a Sizumi e aos corações que se uniram ao seu, trazendo a mais linda canção, agora sem revolta. 

O amor a trouxe de volta.

Continue. Prosssiga Grande Mulher!

#conclusão de curso

 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você