[ editar artigo]

CONCLUSÃO DO MÓDULO 10 - BÔNUS II GRÁMATICA DAS CONSTELAÇÕES

CONCLUSÃO DO MÓDULO 10 - BÔNUS II GRÁMATICA DAS CONSTELAÇÕES

No módulo de Bônus II a Professora Olinda conduz várias aulas ao vivo onde realize atendimentos dos alunos, esclarece dúvidas e nos dá dicas sobre atendimentos, condução das constelações, insights sobre o problema dos clientes entre vários outros aspectos visando enriquecer ainda mais o conhecimento dos alunos.

A aula que mais me chamou atenção nesse Módulo II foi a aula sobre a Gramática das Constelações – Cores do Bonecos onde falarei brevemente sobre o que foi ensinado.

 A Professora Olinda introduz o tema nos informando que as máquinas possuem memórias e respondem às nossas emoções. As coisas carregam energia junto e a gente sempre as recebe. Assim, os materiais usados para constelar são ‘sagrados’ e devem ser respeitados, devendo ter o seu uso restrito somente para as práticas da Constelação Sistêmica. 

A abordagem sistêmica é um estilo de vida que pode ser usado para que tenhamos uma vida mais leve e mais feliz, sendo a gratidão e a concordância presentes nesta dinâmica como algo que dissipam todos os males e a escuridão.

No método de constelação Olinda Guedes, cada boneco é de uma cor e o cliente no momento da constelação deve escolher representantes de diferentes cores, onde cada cor escolhida tem o seu significado. 

A cor branca traz a informação da transcendência, pureza e da inocência.

Quando o cliente escolhe o branco para representá-lo é importante o constelador observar o que ainda não se tornou concreto na vida do cliente. O cliente neste caso deve perder a sua inocência ou a sua boa culpa para que a sua missão se cumpra.

A gramática das constelações serve para auxiliar o cliente.

Ao ser selecionado uma cor, observar e perguntar como essas informações das cores ressoa junto ao cliente, se faz sentido e se encaixa na sua perspectiva e modo de vida. 

Voltando as cores, quando o cliente escolhe o boneco preto para representá-lo, abre-se um campo imenso de possibilidades. A pessoa que seleciona o preto tem muita energia realizadora e é muito altruísta. O cliente ainda carrega muito pelo seu sistema. 

Já quando o cliente escolhe o boneco vermelho para representá-lo, o vermelho simboliza a energia da vida, da luta, da ação, da reação e da vontade de viver. Tem sede de realizarem a sua missão e por vezes experimenta a solidão na sua vida trazida do sistema, onde ocorreu no sistema um movimento de amor interrompido.

A cor azul quando selecionada representa uma disposição que o cliente traz de pacificar. Tem muita facilidade em servir sempre com o foco em trazer paz. Carregam uma mensagem de altruísmo, compaixão e empatia. Ao constelarem podem perceber os seus dons, e ao observá-los, perde a sua invisibilidade.

O amarelo representa pessoas que carregam a missão de chamar o seu sistema para o uso da razão, do bom senso e da lógica. Estão sempre mediando e comovidos pelas questões humanitárias.

São capazes de perceber o que nunca foi dito para ninguém. São pessoas que pensam em soluções práticas e que tem o ‘pé no chão’.

Já o verde representa a transformação e esperança. Quando o cliente é representado pelo verde ele sabe qual é sua missão ou está a um passo de saber. São pessoas que vem para curar, independente da profissão delas, elas curam. O que quer que toquem elas curam e conseguem trazer esperança por onde passam.

Conseguem perceber a energia dos ambientes, as energias coletivas e as feridas do mundo.

Esta aula da gramática das constelações foi uma das mais interessantes do curso pois o que foi selecionado pelos alunos ressoou exatamente com a mensagem e significado de cada cor, podendo garantir que as constelações realizadas pelos alunos futuramente chega rica e plena para os seus clientes.

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você