[ editar artigo]

CONSTELAÇÕES EDUCACIONAIS E ORGANIZACIONAIS - MINHAS PROFISSÕES

CONSTELAÇÕES EDUCACIONAIS E ORGANIZACIONAIS - MINHAS PROFISSÕES

Minha primeira profissão foi na roça, onde eu ajudava meus pais nas plantações e colheitas.

Quando ainda jovem resolvi que faria faculdade, meu pai disse: "não posso pagar seus estudos, pois se assim o fizer, terei que pagar para todos e são muitos", mas afirmou: "Tenho a terra. Faça ela virar dinheiro e pague seus estudos."  E foi isso que fiz; plantava algodão e quiabo e, com as vendas, pagava minhas despesas e faculdade.

No último ano de faculdade, mudei de cidade, fui morar com meu futuro marido, mas eu já tinha o suficiente para terminar meus estudos, porém, fiquei sensibilizada com a situação do meu companheiro, emprestei o dinheiro e com isso ele pagaria minha faculdade, mas não conseguiu, então fui costurar em uma fábrica de roupas. Não consegui permanecer, pois a minha produção era lenta, não conseguia fabricar em alta escala.

Fui aprender fazer queijos, mas não tive êxito. Além do produto não ser muito bom, não tinha coragem de oferecer nas ruas. Então fui para a escola e me ofereci como voluntária, e com isso, quando faltava algum professor eu substitui-lo e recebia pagamento, foi que eu consegui terminar minha faculdade.

Após terminar a faculdade, as aulas estavam escassas, então fui fazer curso de langerie, onde eu fazia várias peças lindas e vendia, mas desisti por que muitas pessoas compravam e não pagavam.

Nesse momento apareceu oportunidade para ser recreacionista no asilo dos idosos; consegui trabalhar lá até meu filho nascer.

Quando meu filho nasceu, o presidente não quis pagar minha licença gestante, mesmo eu implorando para ele pagar pelo menos um mês, então desisti novamente. Foi logo que surgiu a oportunidade de trabalhar na escola e a partir dai, fui professora, coordenadora, terminando como professora, onde me aposentei.

Há uns 8 anos atrás resolvi comprar uma academia, e com isso um ex aluno me chamou para comprar de sociedade, mas um ano depois vi que não falávamos a mesma linguagem, então nos separamos tres anos depois, e com isso precisei colocar um professor para conciliar com o meu trabalho da escola, mas como eu quase não ficava na academia, perdi muitos alunos e logo veio a pandemia que diminuiu ainda mais a frequência, as matrículas, inclusive por ter que fechar quando o governo mandava.

Hoje assistindo as aulas, verifiquei muito além das situações que faziam parte da minha vida profissional; vi que devemos observar os donos antes, vejo que eles também passaram por dificuldades, mas agora eu sei e acredito, além do aparente que tudo isso se resolve.

Pretendo continuar com a academia, pois foi sempre o meu sonho, e quero conciliar com a terapia, que também é um sonho.

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Dirce Goncalves Dos Santos
Dirce Goncalves Dos Santos Seguir

Alegre, dinâmica ao encontro da criança interna.

Ler conteúdo completo
Indicados para você