[ editar artigo]

O AMOR E A GENTILEZA

O AMOR E A GENTILEZA

Nada é mais importante na vida do que o amor. O amor é, pelo menos deveria ser, nosso primeiro sentimento.

E é com ele e por ele que vivemos todos os dias da nossa vida. Junto com ele, de mãos dadas, segue a gentileza. Ser gentil com a natureza, com os animais, com o tempo, com o processo, com todas as outras pessoas, e principalmente, com você.

O módulo dois desse curso me trouxe isso de uma forma tão linda. E é sobre esses dois sentimentos que vou escrever esse texto. 

A música Gentileza cantada pela Marisa Monte, minha diva, romantiza uma história de vitória, resiliência, amor e por fim, tristeza. Gentileza era um poeta, um verdadeiro sábio que andava pelas ruas do Rio tentando mostrar aos pobres mortais como eu e você a importância da gentileza. Excêntrico, louco, doente eram alguns de seus "apelidos" carinhosos dados por aqueles que não faziam nenhuma referência ao que o poeta tentava ensinar.

Em um ato de total falta de educação e grosseria, suas pinturas foram retiradas das ruas do Rio de Janeiro. Uma grande lição. Só enxergamos aquilo que temos dentro de nós e só reconhecemos aquilo que já conhecemos.

"Nós que passamos apressados, pelas ruas da cidade, merecemos ler as letras, e as palavras de gentileza".

Gentileza se tornou, de certa forma, uma palavra corriqueira, um ato generalizado onde todo mundo cobra gentileza de todo mundo, mas não são capazes de retribuir na mesma moeda.

Ser genuinamente gentil com o outro compreende ter, no mínimo, empatia. Se não sou capaz de me colocar no lugar da outra pessoa, como posso ser gentil?

No caso, o nome disso é educação, aquilo que pai e mãe ensinam que você precisa fazer mesmo sem querer e muitas vezes é até mesmo, automatizado. Obrigada, de nada, com licença, me desculpe, posso passar? você se importa? são outras formas comuns de uma boa e velha educação.

Já a gentileza é algo a mais. 

Ser gentil significa ignorar por um minuto o fato de você acreditar que seja, de fato, o centro do universo, e olhar com seus olhos, o outro. Olhar, escutar, perceber, dar atenção e aceitar. Você não precisa nem entender, porque às vezes o mundo do outro é tão diferente do seu que você não consegue compreender, mas você precisa aceitar. Ponto.

Porque às vezes você também faria algo parecido. Porque você, alecrim dourado que nasceu no prado, também erra.

Saber quem você é te ajuda a ter mais empatia pelo outro. Você julga menos e se irrita muito menos.

Precisamos ser gentil não porque os pais educaram assim, ou por ser moda, mas porque acreditamos que ser gentil é o melhor ou o único caminho. É o que faz sentido.

Se eu sempre tiver o outro no meu pensamento, o outro terá sempre a mim também. Tão simples que chega parecer ideologia não?  

Às vezes demoramos meses, anos, ou até mesmo décadas para aprender de fato as lições que o Universo nos traz. Todo mundo que está, já esteve ou ainda vai entrar na sua vida, será para te ensinar algo. E quando o Universo precisa de sua total atenção porque a lição será muito preciosa, ela vem em forma de paixão e se você tiver coragem, e os dois estiverem de acordo, ela pode se tornar amor. 

Nada mais lindo que estar apaixonada. Nossa primeira paixão então, meu deus, mostra a força que temos no coração e como desejamos ser feliz. 

Quando estamos vivendo uma paixão achamos que será para sempre. Em geral é, mesmo quando acaba. Os resquícios desse relacionamento ficam vivos por muito tempo ainda na sua memória e no seu coração, se não para sempre.

A pessoa pela qual você está apaixonada não chega aos pés de Brad Pitt nem Gisele Bundchen, ele é mais lindo, mais inteligente, mais atraente, mais cheiroso, mais engraçado e potencialmente mais desejado por todas as oito bilhões de pessoas no planeta Terra.

Isso porque na época da paixão o seu cérebro não consegue enxergar com discernimento e por isso não detecta os defeitos da pessoa nem mesmo quem ela é de verdade. Isso você só consegue perceber quando o período da paixão acaba e pode durar até dois anos, em média. Tem pessoas que terminam com poucos meses e outras que ficam mais de dois anos apaixonadas. 

A paixão nos deixa até mais bonitos. A nossa biologia foi criada para receber amor, para ser feliz.

"Amor, palavra que liberta, já dizia o profeta".

Tudo que existe dentro do mundo e dentro de nós existe para nos trazer abundância e prosperidade. Todo ser humano que habita o planeta Terra merece ser pleno, realizado, feliz e amado.

Percebeu a palavra merece? Ali escondidinha na frase, ela é a chave de quase tudo que você tem ou que você não tem. Para obter toda essa abundância, você precisa primeiro se sentir merecedor. 

Merecedor. Essa palavra estranha, traz consigo um mundo de outras palavras. Como amar e se deixar ser amado se você não merece isso? Às vezes nem sabemos que carregamos a crença de não merecer amor.

A minha geração foi criada, em geral, e de forma nenhuma como regra, para não expor os sentimentos. Engole o choro, menina! Trata de me respeitar! Falei ta falado! Se eu escutar um pio não vai ganhar nada, e por aí vai.

Tentar argumentar era sinal de falta de respeito. Pegar no colo deixava mimado, dormir na mesma cama nem pensar, acabava o casamento, ou seja, como poderia eu acreditar que fosse merecedora se quando eu mais precisei de mimo, amor e carinho não pude receber para não ficar mimada? Adivinha o resultado? Fiquei insegura, com medo de amar.

Mas o que será, de fato, o amor? Muitos anos atras, talvez uns vinte, quando eu estava apaixonada, aprendi que O Amor é Azul! Vou colocar em letras maiúsculas para ficar ainda mais bonito.

No primeiro momento, era apenas uma frase retirada de milhares de músicas, poemas e histórias contadas por todas aquelas pessoas apaixonadas. Quatro em cada três músicas de amor tem essa frase. Poderia parecer com mais um ato de sedução desse meu ex namorado, e se por acaso foi, além de servir seu propósito, ainda criou um impacto vitalício. 

Na minha cabeça, que foi doutrinada nos anos 80, o amor era vermelho. Como o rosa era menina, o azul era menino, o amarelo era pra quando não se sabe o sexo e o verde, bom o verde, era literalmente todo o resto: esperança, natureza, progresso, e claro, cocô de galinha.

Diante daquela curiosa declaração de que o amor era azul, eu prestei atenção na explicação como se estivesse descobrindo algo inédito sobre o mundo, sobre a existência. Algo que nenhuma música ou poesia tinha desvendado.

"Quando Deus criou o mundo, ele queria nos rodear de amor. Para que tivéssemos certeza que seríamos sempre amados e teríamos sempre amor para dar, ele nos deu o céu, o mar. Desta forma, todos os dias, bastasse olhar ao redor e você saberia quanto amor era seu e para você."

Leia novamente. 

E de novo.

"Só eu sei quanto amor eu guardei, sem saber que era só pra você". Tom e Elis cantaram, mas com certeza foi o Universo quem escreveu.

Talvez ainda não esteja fazendo muito sentido, porque essa frase teve um impacto tão grande na minha vida e eu preciso esclarecer que eu passei por várias fases e cada uma teve a sua própria catarse em relação a essa frase.

O Amor é Azul.

De primeira, era algo romântico como em geral. Eu me lembro de uma viagem para Cabo Frio, no estado do Rio de Janeiro. Foi lá que eu comecei uma sequência de tatuagens, todas azuis. Essa primeira, uma rosa no pescoço, era, adivinha, azul! Você tem certeza? Perguntou Russo, o tatuador. Nunca vi rosa azul. Eu tinha certeza porque o amor era azul. 

Com o passar do tempo, e vivendo diferentes experiências, o amor é azul foi se transformando em algo maior. Foi necessário a maturidade, a busca por conhecimento, o autoconhecimento, a percepção e o entendimento do que é, de fato, o Universo e quem somos nós dentro dele.

Pensar que nascemos, vivemos e morremos sem conhecer o poder que temos, é uma doutrina enfiada goela abaixo por certas religiões, e não sou contra religião, falo isso em relação a parte histórica delas, para manter o poder absoluto, entregando-o nas mãos de alguém invisível, inatingível e mau.

Quando na verdade esse ser é bom, divino e não pune absolutamente ninguém por nada, hora nenhuma. Ele te ama. Ele te venera, pois ele é você. Você é ele. E ele quer sua felicidade.

Quando você está feliz, o que você repara primeiro quando sai de casa? O céu, certo? Até um dia nublado é maravilhoso. Aquelas nuvens brancas fazem um contraste perfeito com o tom acinzentado do céu. Parece uma obra prima. Se bobear você até respira fundo tentando absorver o aroma perfeito da natureza, mesmo se você mora em Nova York ou Tóquio, você respira o ar poluído dos carros e sente o frescor da Floresta Amazônica.

Sempre existe um céu onde você mora. Quando você está na praia, nem precisa de fluoxetina, basta olhar para aquela imensidão azul do mar para encontrar no mistério do infinito uma gota de felicidade.

"Quando a gente fica em frente ao mar, a gente se sente melhor". 

Tudo que existe no mundo, está do jeito que deveria estar. Tudo tem uma ordem exata. O mundo gira na velocidade que tem que girar. Antes, tudo era nada. O nada, virou uma molécula e essa molécula se comprimiu até explodir, o famoso Big Bang. A partir dessa explosão o universo foi criado. A partir dessa única molécula. Você, eu e tudo que seus olhos enxergam foram criados dessa molécula que se transformou e criou o seu infinito universo.  

O planeta Terra demorou um bestilhão de anos para se tornar essa esfera redonda e assim veio o reino mineral que precisou de outros bestilhōes de anos para se formar e poder assim então, receber o reino vegetal. Assim foi até o reino animal. Daí veio o reino Hominal, nosso reino, onde somos soberanos em termos de consciência.

Você está contando quantos anos precisou para que você pudesse habitar esse planeta? Foram quatro longos ciclos. Pois então, tudo na natureza é perfeito. Onde se planta milho, nasce milho e ponto. A chuva vem para molhar e o sol para secar. O leão vem para se alimentar e a formiga para trabalhar. 

Você acha mesmo que dentro desse sistema imenso e perfeito você seria o cagado? O problemático? O errado? O deslocado? Não. Você é divino, perfeito, maravilhoso, especial, assim como você é, desse jeitinho. Não há ninguém como você no mundo, por isso temos você. Uma peça importante desse grande quebra cabeça de 8 bilhões que só funcionam se encaixarem e só se encaixam quando sabem onde entrar, qual forma são e qual parte vão exercer.

Todos pertencem. Você também. Especialmente você.  

Talvez o Universo trouxe meu ex namorado, Olinda Guedes, Carlos Gonzalez, Bruce Lipton, Gregg Braden, Jung, e Bert Hellinger para me ensinarem isso. Uma lição que vocês nunca irão saber a grandeza e o impacto que teve na minha vida e em todos os dias seguintes, até o momento em que escrevo.

Pensar que pertencemos a esse Universo e que somos únicos e importantes, divinos e humanos, perfeitos na nossa imperfeição, iguais e diferentes, faz toda a diferença.

Saber que o amor está no céu e no mar e que é por nós e pra nós, muda toda a percepção de quem somos e qual a nossa função no mundo.

Compreender que o Amor é Azul e saber que você é amado, que sua vida importa, que não existe ninguém como você e que o amor vem de dentro mas existe no fora, basta ser gentil com você, abrir os olhos e enxergar.

Um beijo com amor, 

Bianca Portela

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Bianca Portela
Bianca Portela Seguir

Sou mãe do Bruno, Victor e Davi. Ativista Quantica, Publicitaria e Psicanalista Espiritualista!

Ler conteúdo completo
Indicados para você