[ editar artigo]

ONDE ESTÃO AS MOEDAS? AS CHAVES DO VÍNCULO ENTRE PAIS E FILHOS

ONDE ESTÃO AS MOEDAS? AS CHAVES DO VÍNCULO ENTRE PAIS E FILHOS

DADOS DA LEITORA

Nome completo: Idalina Soares Seffrin

Curso: Formação Real em Constelações Sistêmicas Familiares 
Data de Inscrição:  11/05/2021                       

Data: 05/04/1973

DADOS DO EXEMPLAR LIDO

Título: Onde estão as moedas?

Autor: Joan Garriga Barcadí

Edição:   1ª                                                  Local de Publicação: Campinas/SP

Editora: Saberes                                        Ano: 2013

. Qual a mensagem global que o autor deixou para você? Resuma em no máximo quatro linhas.

Segundo a abordagem sistêmica, há uma razão muito poderosa que pode nos levar a restaurar o amor por nossos pais. Só conseguiremos nos amar quando amá-los e honrá-los agradecendo por aquilo que puderam nos entregar, seguindo a diante e fazer a parte que nos cabe, pois o que reprovamos nos aprisiona e só o que amamos nos liberta.

. A partir do que você leu, enumere 10 dicas para você criar excelência para sua vida.

- Não há fertilizantes melhores que as próprias origens;

 –  Quando não aceitamos a realidade que nos tocou, de certo modo também negamos a nós mesmos. Quem nega suas origens apaga sua identidade. Quem amputa uma parte da sua trajetória, encontra-se eternamente em fuga, inquieto;

– Só conseguimos amar a nós mesmos quando somos capazes de amar aos pais, honrá-los, dignificá-los e respeitá-los. Podemos fazer isto com nós mesmos e sermos livres;

 – Todos os pais se engrandecem por meio do reconhecimento dos filhos. Se sentem ainda maiores e generosos porque a capacidade de receber amplia a grandeza e o desejo de dar;

- É importante tomar consciência do que reprovamos para investigar a fundo  em nosso interior, concedendo espaço a todos os componentes emocionais que sobrevenham até que o processo para a paz se complete;

 – O que de fato ajuda é realizar o processo de aceitar também o que foi difícil, e com isto talvez nos tornarmos mais fortes ou mais sábios. Também o que parece negativo está a serviço da vida e podemos aproveitá-los a nosso favor. O sofrimento também é capaz de nos fazer totalmente humanos;

 – Para o bem e para o mal não governamos os afetos com nossa mera vontade. A linguagem do coração se escreve em outro ritmo, sutil, decisivo e apaixonado, dificilmente quadriculado.  Desse modo, muitos que aceitam suas moedas e permanecem na queixa ou no ressentimento se comportam quando mais velhos como seus pais ou reproduzem comportamentos daninhos e iguais ao recebido;

– Abraçar é um movimento espiritual. É dizer sim para a existência, para o que ela traz e requer em cada momento. Os pais são os representantes da existência. Por meio deles a vida se manifestou e nós podemos cuidar dela;

 – Um dos ensinamentos fundamentais das tradições de sabedoria é que sofremos quando nos opomos e que o mal estar se nutre das resistências;

 – Diante da dificuldade de aceitar e receber, a grandeza e o desejo de dar-se fazem pequeno e definham;

 – Não se pode ser feliz quando se vive só para si mesmo, quando tudo se faz em interesse próprio. Na verdade, só se vive para si quando se vive para os demais;

  –  Penso que toda pessoa tem o desejo de mudar, mas também nos custa dar o braço a torcer, não tanto por dignidade, mas por teimosia e costume;

– Um casal é uma relação entre adultos fundamentadas na igualdade de classe, troca equilibrada e na sexualidade.

. Considerando a realidade onde vive, o que você aplicou, imediatamente, assim que leu? (Qual tópico, qual ideia? - cite o capítulo, página e a ideia).

Tudo tem sua hora na vida. Há hora de permanecer e hora de partir.  Uma metade da vida é para subir a montanha e gritar aos quatro ventos “eu existo”. E a segunda metade é para o declínio até o vazio, onde tudo é desprender-se e celebrar. A vida tem seus assuntos e seus ritmos sem deixar de ser o sonho que sonhamos. (p.13)

. O que você transformou em si mesma com a leitura deste livro?

Quando aceitamos as “moedas” deixadas por nosso pai, a tomamos com humildade e respeito. É possível produzir verdadeiras pérolas a partir do pouco ou do muito que puderam deixar. A gratidão é um dos movimentos mais sagrados e compensatórios pelo Criador.

.  Quais as mudanças que você se compromete em tornar real a partir desta leitura?

Restaurar o relacionamento com minha mãe que ficou muito difícil depois da adolescência. Já estou num estágio bastante avançado de aceitá-la assim como é ela, compreendendo que, passando por tudo o que passou, eu estaria sendo arrogante de exigir mais dela. Ela só pode me dar o que recebeu.

. Se você encontrasse o autor do livro, o que você diria a ele?

Gratidão por ter me ajudado a encontrar e valorizar as moedas que meus pais me deixaram!

. Enumere 3 pessoas para as quais você sugeriria este livro e justifique.

Quero indicar para minhas 3 filhas: Bruna, Fernanda e Isabela para que sigam seus caminhos com segurança e firmeza com os pés bem fincados no chão, com raízes profundas para poder suportar todas as intempéries que a vida lhes reservar.

Para minha sobrinha Erica Fernanda.

Obs: As moedas da foto são moedas muito antigas que meu pai guardava . Quando ele faleceu eu guardei comigo. Só hoje eu sei porque. Gratidão, papai, por tudo e por ter me mostrado o caminho, a direção e o norte.

 

 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você