[ editar artigo]

QUERIDOS NÃO NASCIDOS NO MEU SISTEMA

QUERIDOS NÃO NASCIDOS NO MEU SISTEMA

Queridos, queridos, queridos  filhos que talvez eu não saiba que algum dia vocês existiram dentro de mim.

Queridos, queridos, queridos  irmãos, sobrinhos, tios, primos, todos, todos, TODOS os não nascidos do meu sistema.

É com muita tristeza que escrevo isso para vocês hoje, tristeza por saber que demorei tanto tempo para perceber que vocês estavam sofrendo, aguardando que fossem vistos, amados, queridos, acalantados,  incluídos em nossa família. Mas também meu coração agora está mais leve, mais alegre, pois vocês estão recebendo um lugar no meu coração.

Agora eu entendo várias atitudes que observava, quando por exemplo um tio do lado paterno, hoje com mais de 80 anos, com deficiência intelectual, quando vai comer biscoitinhos, come um e os outros coloca enfileirados em cima de uma mesa e fica como se estivesse contando, põe de um lugar para outro, até comer todos, certamente está a procura de vocês, para que alguém os vissem. Gratidão meu tio, que apesar de não saber nada disso, nos mostrou algo tão importante. Sinto muito pelo difícil trabalho que está fazendo por nosso sistema. Eu te vejo , eu te entendo mais ainda .

 Agora eu vejo vocês queridos nascidos! Sinto muito por não ter visto antes, mas o amor sempre traz de volta, agora estão na nossa família onde sempre deveriam estar.

Entendo também porque eu, apesar de morar sozinha, não sei comprar pouca comida, por exemplo não consigo comprar 3 ou 4 bananas, maçãs, compro 9, ou 10, que às vezes estragam. Agora entendo que comprava isso para vocês também. Ai, quanta dor no meu coração, as lágrimas caem no rosto, mas sei que vai passar, porque vocês agora estão junto com nossa família.

Faz tempo que eu ajudo financeiramente um abrigo de crianças, também agora entendo o motivo, e em honra e homenagem a todos vocês vou ajudar mais ainda, para que essas crianças recebam tudo aquilo que precisam para viver, amor, cuidado, carinho e alimentação.

Meus queridos, queridos queridos não nascidos que todos vocês nesse momento recebam o acalanto, o amor, o cuidado, o carinho o colo  meu e das mamães de vocês, pois  não sabíamos  das existências de vocês.

Recebam também a canção a seguir, eu cantei, chorei para vocês, com a certeza que vocês foram guardados e cuidados pela mãezinha do céu sempre.

Mãezinha do céu, eu não sei rezar
Eu só sei dizer, eu quero te amar
Azul é seu manto, branco é seu véu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu

Mãezinha do céu, mãe do puro amor
Jesus é seu filho
Eu também o sou

Mãezinha do céu, vou te consagrar
Minha inocência, guarda sem cessar
Minha inocência, guarda sem cessar

Mãezinha do céu, eu não sei rezar
Eu só sei dizer, eu quero te amar
Azul é teu manto, branco é seu véu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu
Mãezinha eu quero te ver lá no céu
 

Recebam os docinhos, coloquei a foto acima, que eu sei que crianças gostam de comer e eu me vejo brincando de roda com vocês, rindo bastante.

Gratidão por vocês fazerem parte do nosso sistema familiar. Peço que vocês me abençõem sempre.

Um abraço e um beijo em cada um de vocês, meus queridos não nascidos, hoje pertencentes a minha família.

Eu amo vocês!
 

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você