[ editar artigo]

A PEDAGOGIA SISTÊMICA DIRECIONANDO A VIDA ESCOLAR

A PEDAGOGIA SISTÊMICA DIRECIONANDO A VIDA ESCOLAR

Mais do que uma metodologia a ser aplicada pelas escolas, a Pedagogia Sistêmica constitui-se um verdadeiro direcionador para professores, alunos e seus familiares, no processo de ensino e aprendizagem.

Aplicados originalmente por Marianne Franke-Gricksch no âmbito escolar, os conceitos da Pedagogia Sistêmica estão fundamentados nos princípios da constelação sistêmica desenhada e difundida por Bert Hellinger.

Ao propor que as constelações sistêmicas sejam adotadas como estilo de vida, Olinda Guedes mostra, com maestria, a importância do período escolar na vida de um indivíduo. Conforme afirma Olinda, “ a esperança nasce em casa, passa pela escola e se expressa no mundo do trabalho”.

Quando o processo de aprendizado é visto sob o olhar sistêmico, muitos fatores podem ser compreendidos além do que se mostram aparentemente. Os diagnósticos tão comuns de transtornos que estariam dificultando o aprendizado seriam um deles. Frequentemente, muitos alunos são tidos como problemáticos para a vida escolar, quando na verdade só possuem linguagens de aprendizado diferente daqueles cujos meios tradicionais de ensino alcançam.

Olinda Guedes mostra que todos nós possuímos diferentes linguagens pelas quais aprendemos. Explica, que nosso cérebro pode processar melhor as informações por meio de imagens, conceitos ou sensações, dependendo do sistema representacional predominante em cada um.

Tal predominância pode mudar ao longo de nossas vidas. Dependendo do meio em que estamos inseridos, especialmente no que diz respeito às pessoas com as quais nos relacionamos, e também das questões fisiológicas relativas às diferentes fases de nossas vidas, desenvolvemos mais uma ou outra linguagem.

Essa percepção importante mostra que a escola pode ser um local bastante propício para que as diferentes linguagens sejam aprendidas, ou desenvolvidas, porque diferentes linguagens podem ser utilizadas para comunicar um mesmo assunto. A rotina de ensino deve abranger o uso das diferentes linguagens.

A forma sistêmica de ensinar, contudo, propõe a seguinte disposição por parte da escola, segundo Olinda: “eu percebo você, eu falo sua linguagem e você também pode aprender a minha. E juntos vamos construir esse resultado”.

E quão importante pode ser esse resultado! Um resultado de sinergia, onde todos os envolvidos podem ser favorecidos, no momento presente e também futuro.

O estudo desse módulo me fez retomar o período escolar inicial, quando tive a oportunidade de aprender uma linguagem diferente daquela que me predominava e que havia sido nutrida pelo convívio familiar.

Vejo que, nos anos iniciais de minha vida escolar, tive o respaldo sistêmico da pedagogia, uma joia muito preciosa que trago comigo. Desde o início de meus estudos sobre o saber sistêmico, me chama a atenção a semelhança entre minha primeira professora e Olinda Guedes, no sentido mais amplo do ensinar pelas vias do amor. Que privilégio o meu!

Gratidão querida Olinda e gratidão querida “tia” Celina. Obrigada meu Deus.

Pedagogia Sistêmica

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Shirley Martins Menezes Svazati
Shirley Martins Menezes Svazati Seguir

Sou professora e pesquisadora. Apaixonada por desenvolvimento humano.

Ler conteúdo completo
Indicados para você