[ editar artigo]

CARTA AOS MEUS ANTEPASSADOS

CARTA AOS MEUS ANTEPASSADOS

A vocês, meus amados avós, que tanto sofreram, tanto lutaram e perseveraram para que a vida pudesse chegar até mim, gratidão!

A vocês, que nas florestas felizes viviam e lá não puderam ficar, 

A vocês que aprisionados foram, perderam tudo, família, seu lugar, a dignidade e nem mais puderam falar.

A vocês que foram acorrentados, violentados, escravizados e, impotentes, silenciosamente pela liberdade de nosso povo se puseram a lutar,

A vocês, homens e mulheres fortes, corajosos, aguerridos, que de suas pátrias  longínquas saíram para o desconhecido mundo novo da América e vieram para o Brasil morar,

A vocês que enfrentaram neve, frio, tempestades, mares bravios, navios superlotados, insalubres, inóspitos, venceram as dores tanto físicas quanto da alma, que tantos perderam, que viram do cais acenando quem teve que ficar,

A vocês, meus irmãos e irmãs, tios e tias, bebês não nascidos e adultos que cedo partiram desse plano, meus tios, tias, que aqui não puderam o corpo físico tomar,

Gratidão! Gratidão! Gratidão!

A todos vocês quero dizer que hoje sei, que era na saudade e na melancolia, na angústia, na ansiedade, no pânico, na escassez, na vitimização e no sofrimento que eu sentia,

Sentimentos que me vinham sem sentido, desproporcional ao meu atual viver, que me sentia ligada a vocês, unida a todos na morte e o choro reprimido de vocês vivia a chorar.

Mas, agora não precisa mais.

Vocês venceram, quero lhes avisar.

Aqui em mim vocês existem, a vida está plena e forte e a essência de todos sinto em mim pulsar.

Gratidão meus amados,

Vocês todos agora, já descansam em paz.

Viveram a boa vida e com Jesus foram morar.

Conquistamos a liberdade e a validação. Conquistamos a permissão de ser e fazer, com autonomia tudo o que a gente sonhar, 

Em mim vocês vão realizar!

Gratidão!

O que vocês sofreram sei que lhes pertence, não é meu e a devolver a vocês estou, pois onde estão não irão mais com isso se incomodar.

Peço o amor e as bênçãos de todos vocês, meus avós, minhas avós, meus pais, preciosos de minha alma, para a minha missão aqui continuar,

Levo comigo adiante, tudo que de melhor vocês comigo deixaram e prometo honrar e dignificar tudo o que vocês penaram, para nessa terra conquistar.

Gratidão! Gratidão!

Sinto muito por tudo e, fizeram mais que o suficiente; sei que foi exatamente por tudo e por como fizeram, que hoje está tudo como tem que estar.

Agora posso fazer o que precisa ser feito, tenho capacidade e determinação. Vocês viverão para sempre em mim e naquilo que eu e os meus feitos puderem alcançar. 

No meu coração e no meu sangue, em cada célula e principalmente na minha alma, vocês sempre estão e estarão a pulsar.

Gratidão! Gratidão! Gratidão!

Com muito amor e carinho, agora consciente, prossigo e prometo dividir, multiplicar todo esse seu legado de valentia, empenho, honradez, disciplina, respeito, solidariedade, dignidade, solidariedade e amorosidade, sempre buscando somar,

Gratidão! Gratidão! Gratidão!

Sempre os amarei muito!

E tudo que eu fizer, um tanto de vocês estará a se expressar.

Gratidão!

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Márcia Regina Valderamos
Márcia Regina Valderamos Seguir

Sou psicoterapeuta sistêmica, discípula de Olinda Guedes, psicóloga de formação, e, c a Mestra Olinda Guedes, fiz e faço Renascimento, Formação em Constelações Sistêmicas, Master, Florais de Bach, massagem reparentalizadora..

Ler conteúdo completo
Indicados para você