[ editar artigo]

CARTA AOS MEUS DESCENDENTES

CARTA AOS MEUS DESCENDENTES

Meus amados que vierem depois de mim.

Quero deixar registrado aqui o meu grande amor por cada um de vocês.

Nunca os vi, talvez nunca os veja, mas amo infinita e grandemente a todos!

Por vocês persisti e permaneci nessa vida que nos vem desde nosso primeiro ancestral, fluindo por todos os nossos entes que chegaram antes de nós, passando por nós e, como as águas dos rios, convergindo para o mar aberto, formando imensos oceanos que ganham esse nosso Universo.

Estamos em cada uma das gotículas que formam esses imensos mares. E estamos juntos, mesmo sem nunca termos nos encontrado.

Claro que houveram obstáculos. Sempre haverão. 

Porém, dadivosa, a  água passa por  eles, formando cachoeiras, cascatas, abundantes correntes que se espalharam pelas encostas, pelas planícies, nutrindo, adubando, encantando.

As vezes tivemos no caminho represamentos forçados por ações agressivas, reativas, e tivemos que desviar nosso curso, transbordamos, destruímos, causamos perdas.

Todavia, sempre possibilitamos o ganho para quem de nós bem cuidasse.

Levamos o oxigênio e a pureza, à  reconstrução, às oportunidades de renascimento, de renovação.

Somos feitos de amor, amor que flui e reflui.

Que de agora em diante seja esse amor consciente e que integra, torna saudável.

Maleável como a água que, encontrando as pedras não se detém, mas  que, ao contrário, antes de seguir seu caminho, a transforma.

Vocês estão em mim e eu e todos nossos ancestrais estamos em vocês.

Deixo com vocês o que cada um dos nossos de antes de mim trouxeram para nos constituir.

Eu lhes deixo a vontade de viver a vida como ela é.

Que vocês desfrutem do que for possível e façam o necessário para terem o chamado Impossível.

Nossos avôs e avós de desde a primeira célula familiar que nos formou nos ensinam isso:

Não desista. Persista!

E quando o caos, as noites escuras, as intempéries, a orfandade, o abandono, a rejeição, as dores, os sofrimentos vierem, quando o mundo lhes parecer mal, porquê, tenham certeza amados,  que chegará essa hora, digam-lhes, sendo fortes e corajosos: Não precisa mais.

Pois aviso-lhes que acaba aqui em mim toda essa luta.

Se lembrem da resiliência, do poder de superação que estão em suas entranhas, em cada respiração de vocês e em cada obstáculo superado, porque ali encontrarão sempre a força que os nossos vencedores e vencedoras valentes deixaram a nós como herança epigenética.

É esse o meu legado para vocês, amados meus:

Não temam. Nós somos com todos vocês.

Estamos todos unidos e seguiremos assim pela eternidade.

Tenho muito orgulho em ver a centelha Divina que vocês  permitem brilhar dentro de cada um. Esse o combustível que nos nutre desde o início o nosso sistema e nos torna vitoriosos em Cristo Jesus.

Quando desejarem nos encontrar, fechem seus olhos, respirem profunda, tranquila e suavemente e sintam seus corpos.

Nós estamos com vocês aí!

Bom estar com vocês infinitamente.

Gratidão ao Criador!

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Márcia Regina Valderamos
Márcia Regina Valderamos Seguir

Sou psicoterapeuta sistêmica, discípula de Olinda Guedes, psicóloga de formação, e, c a Mestra Olinda Guedes, fiz e faço Renascimento, Formação em Constelações Sistêmicas, Master, Florais de Bach, massagem reparentalizadora..

Ler conteúdo completo
Indicados para você