[ editar artigo]

COISAS A SE PENSAR...

COISAS A SE PENSAR...

Seu moço, eu sou da roça,
Nascido em mão de parteira,
Bebendo leite de cabra,
Tapioca, na peneira,
Viajando em caçuá,
Dormindo sobre uma esteira.

Minha casa era de barro,
Onde pisava, só chão,
A água era tirada
De um enorme cacimbão,
Nas paredes, só as varas
Serviam de proteção.

Talvez por eu ser matuta,
Ter pouco conhecimento,
Da leitura e da escrita,
Mas livre de pensamento,
Não entenda um ser humano
Que acha o outro "nojento ".

Sempre se acha melhor
Na cor e na formosura
Desprezando os valores
Que formam uma criatura,
Uma perfeição completa,
De inteligência " pura ".

Quando encontra alguém
Que não é do seu formato
Destrata o que é Divino,
Por ela não mostra trato
Parece que só espera
No outro, o seu retrato.

Seria uma confusão
E ninguém se conhecia,
Todos com a mesma cara,
O José e a Maria,
Aí, sim, estava errado
A grande anomalia.

Pra alguém que só encontra
Defeito no seu irmão
Deve criar outro mundo
Pra viver sua ilusão
Ou respeitar o seu próximo,
Que só pede sua mão.

O que falta em você
O outro tem e completa ,
Não diga que é defeito,
A natureza está certa,
Em criar, tão diferentes
Você e o outro. O que resta?

Pense em uma orquestra,

Cada músico, um instrumento
E todos, em harmonia
Criam, ali, grande momento,
Penso que o Criador
Deixou assim seu invento.

Misturando preto e branco
Sabor de café com leite,
Se não é seu paladar,
Mas cada ser, vá, respeite!
O problema é com você,
Pense na vida e se endireite.

 

(Maria Luísa Alves -2011, professora em Beberibe-Cascavel/Ce)

Maria Luíza Alves, era professora no interior do Ceará, sem muitos recursos para ensinar, fazia textos em prosa, para facilitar o aprendizado do aluno que tinha tantas outras dificuldades...

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você