[ editar artigo]

Conexão

Conexão

"A criança adotada pode imaginar seus pais ainda que não os conheça.  

Somente necessita fazer contato com seu interior e já sabe tudo com respeito a eles, porque nela estão presentes. 

Estão presentes em forma física, porque seguem vivendo nessa criança. 

Porém, também o estão na alma do filho. A criança se sente como eles.  

Carrega algo deles e também por eles. 

Está implicada em seus destinos e nos destinos de suas famílias.  

Sofre como eles. Anseia como eles e deseja algo que os cure, tal como eles. 

Sente-se culpada como eles e quer expiar como eles, a culpa que tenha sido entregue à eles.

 A criança, tal como seus pais, somente pode desligar-se dessas implicações e de  suas consequências de uma maneira espiritual.

Quando consegue estabelecer o vínculo, mais além do ostensivamente pesado, com  um movimento do espírito que alcança a todos com a mesma entrega, tomando-os  a seu serviço para algo que esta além deles mesmos. 

É um serviço que os faz crescer tanto quanto aos outros. 

Porque a adoção é difícil para todos os envolvidos e se converte em seu destino, os envolvidos se fazem mais humanos, amorosos, humildes e grandes."

- Bert Hellinger no livro "Meditações"

#Adocao
#Servico
#Grandeza.

Débora Carvalho

Pedagoga, Psicopedagoga, Terapeutaz Mestre em Reiki, ThetaHealing, Consteladora Familiar.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Débora Carvalho
Débora Carvalho Seguir

Abrace a sua vulnerabilidade e faça dela a sua maior força. É bonito demais sentir.

Ler conteúdo completo
Indicados para você