[ editar artigo]

FICHAMENTO DO LIVRO: MEU TRABALHO, MINHA VIDA - DE BERT HELLINGER

FICHAMENTO DO LIVRO: MEU TRABALHO, MINHA VIDA - DE BERT HELLINGER

DADOS DA LEITORA

NOME COMPLETO: Márcia Regina Valderamos

CURSOS: FORMAÇÃO REAL EM CONSTELAÇÕES SISTÊMICAS E RENASCIMENTO SISTÊMICO PELA RESPIRAÇÃO

DADOS DO EXEMPLAR LIDO

TÍTULO: MEU TRABALHO, MINHA VIDA - A autobiografia do criador da Constelação Familiar

AUTOR: Bert Hellinger com Hanne-Lore Heilmann - Tradução: Karina Jannini

EDIÇÃO: 1ª Edição

LOCAL DE PUBLICAÇÃO: São Paulo/SP

EDITORA: Cultrix

ANO: 2020


MENSAGEM GLOBAL QUE O AUTOR ME DEIXOU:

As Constelações familiares foram por Bert Hellinger compiladas e formatadas depois de muito estudo e vivências de diversas abordagens dentro das ciências humanas, com um olhar fenomenológico e observações do seu cotidiano como professor, teólogo, filósofo e dirigente de Dinâmicas de Grupo, com o objetivo de ajudar as pessoas a encontrar seu lugar na vida e o alivio para seus sofrimentos.

A PARTIR DESSA LEITURA, OBTIVE ESSAS 10 DICAS PARA CRIAR EXCELÊNCIA EM MINHA VIDA:

- Dizer SIM e aceitar a mim mesma como sou e à vida que meus pais me deram. Dizer SIM aos meus pais e RECEBÊ-LOS EM MEU CORAÇÃO TODOS OS DIAS;

- Ficar sempre aberta à RECEBER MINHA MÃE EM MIM TODOS OS DIAS, NÃO IMPORTA A MINHA IDADE; Bert diz na página 20 "Quem se afasta da mãe se afasta da vida". E na página 22 ele conta que, aos 92 anos, teve ainda a necessidade de Constelar mais uma vez sua mãe; É um processo lento e sem fim receber meus pais como são/foram:

  • Observar se o que faço para pertencer aos meus sistemas está me fazendo bem física, psíquica e espiritualmente;
  • Todos e tudo pertence. Nada e nem ninguém pode ser excluído. Verificar se estou incluindo todos e tudo. Mesmo quem já morreu e aqueles a quem nem conheci; mesmo as situações que vivenciei no passado;
  • Não há passado, presente ou futuro separados: Devo vivenciar o aqui e agora. Devo ficar no estado de Presença, juntando o ontem e o amanhã no hoje que vivencio nesse momento; exercitar meditação e concentração;
  • Inimigos me ensinaram muito se eu estiver disposta a aprender ao invés de guardar rancor, mágoa. Somos diferentes, mas iguais no Amor que recebemos do Ser Maior que tudo Comanda. Todos podemos ser tudo o tempo todo. Não tem certos ou errados. Têm o que somos naquele instante;
  • Estar sempre atenta se estou no meu lugar. Não desrespeitar a hierarquia das coisas;
  • Encerrar ciclos, assumindo minha responsabilidade nesse finalizar e despedir-me do que e de quem foi necessário até então, sempre com respeito, honrando e deixando com ele o que é dele e levando a diante somente o que é meu; Só será possível realmente vivenciar bem a liberdade se eu tiver uma opção consciente, uma escolha para prosseguir. Assim, valorizarei o que acabou e seguirei fortalecida, dizendo SIM às novas oportunidades/possibilidades;
  • Olhar sistemicamente para clientes e/ou quem de mim precisar, reconhecendo e respeitando seus antepassados, lembrando que diante deles sou pequena; eles vieram primeiro para aquela pessoa e devem por mim ser honrados e reverenciados;
  • O amor consciente cura e soluciona. Ele agrega; o amor cego adoece, emaranha e separa. O Amor do Espírito está acima de tudo, da consciência pessoal, da consciência coletiva, da lealdade, da boa consciência. O Amor do Espírito não julga, não discrimina e me punirá sempre que eu fizer algo que desrespeite isso, mesmo que eu tenha agido com boas intenções.

CONSIDERANDO A MINHA REALIDADE DO DIA A DIA, PUDE APLICAR O SEGUINTE, ASSIM QUE TERMINEI ESSA LEITURA:

Passo mais tempo do dia em silêncio, no "nada" mental.

Comecei a ficar atenta se não estou me fazendo de "vítima" em qualquer situação que eu me encontre e revi os sentimentos que tinha de coisas que já passei na vida. Observei que muita coisa que pensei já ter superado ainda reverberavam em mim e que muitas outras não tinham realmente motivos concretos para existirem.

Tomei e tomo meus pais no meu coração, na minha alma, exatamente como foram em vida e lhes agradeço infinitamente por minha vida.

Reconheci que a ideia que fazia de Deus O aproximava de um ser humano. Percebi que Deus não pode ser punitivo, vingativo, pois não se magoa ou se decepciona como os humanos;

Observei que, o fato de não ter vivido a minha própria vida, de ter desrespeitado a lei da Ordem, da Hierarquia, tomando conta de meus pais como se eu fosse a maior, me fez ficar perdida quando eles morreram e me vi diante da minha liberdade. Não sabia viver a minha própria vida, por isso fiquei tão deprimida e perdida, sem saber o que e para quê fazer. Na página 78, Bert diz: "Sem uma decisão, portanto, sem um"Sim", a liberdade é vazia".

TRANSFORMAÇÕES EM MIM COM A LEITURA DESSE LIVRO:

Estou mais consciente de minhas ações, mais observadora no todo em mim e no outro, isso me deu mais calma e menos ansiedade. Estou menos critica comigo e com os demais. Me concentro melhor e busco meus objetivos com determinação e mais persistência.

MUDANÇAS QUE ME COMPROMETO EM TORNAR REAL NA MINHA VIDA A PARTIR DESSA LEITURA:

  • Exercitar a paciência, a tolerância e a compaixão comigo e com os outros;
  • Exercitar a meditação, o "ficar no vazio"; ser mais observadora e mais presente no "aqui e agora".
  • Amar conscientemente;
  • Fazer escolhas que me favoreçam e me respeitar em tudo o que fizer na vida;
  • Criticar e julgar cada vez menos e olhar com bons olhos a mim e aos demais; reconhecer que só fazemos aquilo que podemos e do jeito que nos é possível.

SE PUDESSE ENCONTRAR COM BERT HELLINGER, EU LHE DIRIA:

Que, ao entrar em contato com sua obra , primeiramente estranhei muito! Achei simples demais e, ao mesmo tempo, complexo em alguns pontos e impossível de ser eficaz! Discriminei e fui soberba. Mas, ao prosseguir e fazer o que ele orientava em seus livros, percebi em mim e na minha vida os efeitos do que ele escreveu e nem sempre eu entendo intelectualmente, mas sinto e percebo emocionalmente; lhe diria que ele me provou, mesmo sem ter interesse em provar nada a ninguém, como ele dizia, que, para sermos prósperos, saudáveis, felizes, plenos e completos, devemos mesmo aceitar nossa vida como é, pois, se tudo não tivesse sido como foi em sua vida, se ele não tivesse passado tudo que passou desde que nasceu, ele não poderia ter criado essa obra grandiosa que salva tantas vidas e traz paz aos corações humanos e, consequentemente ao mundo e eu não teria tido essa bendita oportunidade de recomeçar. Que fica nítido nesse livro que foram seus próprios sofrimentos e angustias que o levaram a se interessar em buscar meios que pudessem auxiliar a quem sofresse como ele. Por isso, nada que é nosso ou do nosso sistema deve ser desprezado ou excluído! Seria uma grande honra se pudesse estar com ele! Eu me curvaria diante dele e o reverenciaria com muito respeito e gratidão, como tenho feito mentalmente.

TRÊS PESSOAS PARA AS QUAIS EU SUGERIRIA ESSA LEITURA:

- Minha prima Carla, por ter o mesmo sistema que o meu e parecer sofrer os efeitos do amor cego, da lealdade que adoece, como eu;

- As minhas amigas Petrucia e Teresa, para que possam entender melhor o método das Constelações Familiares e as intenções do seu criador e também pela oportunidade de cura e evolução que esse conhecimento traz.

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você