[ editar artigo]

IMERSÃO – AULA 01 – 07/09/2020 - REFLEXÕES

IMERSÃO – AULA 01 – 07/09/2020 - REFLEXÕES

Eu fico pensando, assistindo essas aulas da mestra amada Olinda, essas como a aula 1 da imersão do dia 07/09/2020: se os nossos sistemas são carregados de amor e desejo de pertencimento, como é comum entre nós, os chamados humanos racionais, e se tudo fazemos, mesmo que sejamos destruídos por nossas escolhas, então, escolhemos inconscientemente sofrer? Então realmente precisamos sofrer para aprender, como diziam os antepassados da minha família??? É sina???Não! Tudo é por amor! Esse mesmo amor que adoece e faz sofrer para continuarmos a pertencer, é o mesmo amor que quando consciente, quando entendemos o “para quê”, a sua finalidade, é esse mesmo amor que nos liberta e nos faz feliz!

A amada Olinda Guedes sempre nos lembra o que Bert Hellinger disse: “O Amor traz de volta”! Inclusive ela canta a canção do Renato Russo “É preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar pensar na verdade não há”. Concordo plenamente e vou além: é preciso amarmos a nós mesmos primeiramente, caso contrário, como não nos sentimos merecedores, sempre vamos achar que não somos amados e vamos ficar tentando nos encaixar, pertencer, sermos leais a coisas, sistemas e pessoas que provavelmente não devolverão tanta entrega na mesma medida, pois estaremos descompensando, desequilibrando as trocas. Viveremos infelizes.

Agora, quando através de estudos de autoconhecimento, como o que fazemos aqui na Escola Real, nós começamos a entender que o fundamental é viver o que temos para viver, a nos permitirmos viver a vida como ela é, aceitando e concordando com tudo e todos; lembrando que a amada Suzy Guedes nos explicou a diferença entre concordar e aceitar; no concordar não há julgamentos, não há porque questionar, ficamos plenos e em paz dizendo sim também a nós mesmos, honrando, agradecendo o que é e como é. Assim, ficamos livres para optar por movimentos que nos deem segurança, plenitude, discernimento, autoconfiança, inclusão e troca mutua com todos. Sem constrangimentos desnecessários, nos permitiremos solicitar ajuda, dizendo claramente o que precisamos e de que forma, tendo clareza na finalidade desse querer, nos responsabilizando pelo o que é nosso e deixando com o outro o que é dele, honrando e dignificando a todos sempre, pois tudo e todos são valiosos nesse Universo em que vivemos. Nada fazemos sem o outro. Somos vários, individuais e especiais em nós mesmos, mas juntos construímos uma unidade, a Unidade do Pai Criador! Respeitar as leis do Amor do Espírito nos leva a ser sempre saudáveis, prósperos e felizes. Mantém a ordem tanto interna quanto externamente.

Conclusão: O passado não pode ser mudado, mas não é sina. Podemos ressignificá-lo e ir além, fazer um pouco diferente do que nossos amados fizeram; com suas bençãos, permissões e com muito respeito, construiremos um futuro melhor com o que de mais valioso nos deixaram: AS NOSSAS VIDAS! GRATIDÃO À TODOS!

 

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você