[ editar artigo]

Jesus

Jesus

Distante, já quase irreconhecível por causa dos muitos que se apossaram de ti, eu te saúdo, ao mesmo tempo te recordando e esquecendo. 

Filho do homem, um dentre nós, que fracassando experimentaste a morte e, diante dessa última, nos ensinaste a ser modestos, impotentes, e justamente assim, totalmente entregues.

 Suprimiste a diferença entre bons e maus diante de Deus.

Não obstante, aqueles que não toleraram tua grandeza exilaram-te para o céus distante e fizeram de ti um juiz, para que te vingues dos que convidaste à tua mesa.

Quanto mal te fizeram com isso!

Em vez de podermos amar aqui, sem excluir nem mesmo a última, temos que temer-te como se não tivesses amado também os últimos, como todos os demais, diante de Deus. 

Por isso quero esquecer como foste desfigurado e brandido por outros como uma espada, e lembrar como proclamaste todos os homens como igualmente dignos de amor diante de Deus. 

Assim te tomo em minha alma e te peço que nela me ensines. 

Bert Hellinger 
As Igrejas e os seu Deus. Ed. Atman.

#Alienacao
#AmorCego
#Sacrificio

Débora Carvalho

Pedagoga, Psicopedagoga, Terapeuta, Mestre em Reiki, ThetaHealer, Consteladora Familiar.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Débora Carvalho
Débora Carvalho Seguir

Abrace a sua vulnerabilidade e faça dela a sua maior força. É bonito demais sentir.

Ler conteúdo completo
Indicados para você