[ editar artigo]

NA MATEMÁTICA DA VIDA O IMPORTANTE É RESPEITAR O RESULTADO QUE CADA UM ALCANÇA!

NA MATEMÁTICA DA VIDA O IMPORTANTE É RESPEITAR O RESULTADO QUE CADA UM ALCANÇA!

Quando compramos essa escala cuisenaire, pensei que seria apenas para ensinar matemática à Sofia, mas hoje me surpreendi ao compreender como podemos expandir o aprendizado com apenas 1 material.

Estamos na fase de nos familiarizarmos com os bloquinhos, então hoje a proposta foi identificarmos quantas maneiras diferentes conseguiríamos fazer a unidade de 10.

A Sofia ainda é bastante nova e por isso não consegue manter a concentração na mesma atividade, por muito tempo, mesmo assim conseguimos chegar a um total de 42 simulações.

Ao concluirmos a atividade tiramos um tempo para refletirmos sobre o que havíamos aprendido, e o primeiro de tudo foi perceber que tenho muito à aprender sobre paciência, não fiz curso de pedagogia então não tenho conhecimento das técnicas mais apropriadas para apresentar novos conhecimentos à uma criança pequena, por isso, às vezes me pego um tanto rígida e ansiosa querendo ver o resultado logo, com isso tive a oportunidade de trabalhar em mim todas essas emoções para me tornar uma pessoa mais criativa (para tornar a atividade atraente à Sofia) e pacienciosa.

Mas apesar de não ser a melhor técnica, acredito, que para uma criança, ter a mãe ao seu lado para juntas se desenvolverem é um dos maiores aprendizados, pois ela tem a oportunidade de observar que ninguém é perfeito e que estamos todos em constante aprendizado.

Em seguida, me surpreendi com o quanto uma aula de matemática pode nos ensinar sobre a vida…

Inicialmente parecia que a escala de 10 teria poucas opções para ser montada, mas conforme realizávamos a atividade, foi possível observar que havíamos esquecido de alguma simulação, e assim foram surgindo muitas e muitas oportunidades e com isso concluímos que na escola cada coleguinha poderia ter feito a escala 10 de maneira diferente e está tudo Bem, pois todos estariam corretos.

Então meu olhar se aprofundou nessa imagem dos blocos, e senti profunda felicidade em compreender que desta maneira não estamos aprendendo apenas matemática, mas sim Empatia. 

Na vida, para chegarmos até o dia de hoje, houveram vários caminhos, cada pessoa percorreu o seu, alguns caminhos podem parecer mais fáceis outros mais difíceis e cheios de mudanças, não sabemos exatamente o caminho que o outro percorreu, também não nos cabe definir qual caminho é o mais adequado e querer que os outros o sigam, pois isso é ser controlador (trabalhar pelo Ego), o importante é respeitar e compreender que hoje é resultado de cada um desses percursos e amanhã nos encontraremos mesmo percorrendo caminhos diferentes.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você