[ editar artigo]

O OLHAR DO MEU AMADO PAIZINHO!

O OLHAR DO MEU AMADO PAIZINHO!

Quantas saudadesss, meu amor! Onde você está pai? Oieeee!!! Você está aí? Você me vê? Me ouve? Mesmo quando você estava aqui, nessa dimensão, presente fisicamente, parecia distante, ausente! Tão calado e quando me olhava, parecia ver outra coisa ou outra pessoa, não sei! Eu sempre tive olhos para você e, ansiosa, esperava, e acho que ainda espero, pela tua chegada. Viesse de onde viesse. Chegasse como chegasse. Só te queria comigo!

Assim como eu, você se sentia impotente muitas vezes e não conseguia falar! Assim como eu, você não admitia seus limites e se achava menos por não conseguir fazer o que e como queria, achava que esperavam que você fizesse. Você não podia e não queria falhar. Como eu! E assim como eu você, meu grande pai, pessoa honesta, trabalhadora, ética, teve dificuldades de aceitar a realidade e as mazelas da vida.

Assim como eu, você não teve infância, quanto mais uma infância feliz! Órfão funcional aos 13 anos (ou desde de sempre), pois como no meu caso, seus pais não podiam ser guardiões de sua preciosa vida e você teve que se virar! Precisamos começar a ser adultos cedo, né, pai? Tem gente que nos chama de disfuncionais. Eu agora, depois de tanto aprender, compreendo que, assim como eu você só queria ser feliz! E não é possível isso colocando, como fizemos os dois, nossas expectativas nos outros! A felicidade dos nossos pais em primeiro lugar e, caso não conseguíssemos (o que geralmente é impossível!) ficaria sempre provada nossa incapacidade. Assim como eu, por não acreditar em você, você buscou essa comprovação, essa validação a vida inteira! Demorou, nas aprendi e você também em mim: Sempre iremos nos decepcionar, né?

Como você me ensinou com sua atitude de resignação diante da vida que levou enquanto esteve nessa dimensão, não vou me desesperar! Estou seguindo, pai. Mas, você se resignou trancando o que sentia, porque, assim como eu, não conseguia expressar em palavras o que sentia. Ai adoeceu e ficou literalmente dependente. O que buscou conseguiu! Eu compreendo agora! E não quero isso para mim, apesar de te amar! Fico espantada como eu ainda consigo, sem você, sem a mãe, sem a Thalita! Mesmo tendo nos tachado, aos dois, como os anjos caídos do nosso lar, você me ensinou que promessa à superiores se cumpre, que ao sagrado devemos respeito e que para crer em Deus e na força Dele em todos nós, não necessariamente é fundamental seguir dogmas, religião.

Hoje estou aprendendo com Bert Hellinger, Vera Bassoi, Olinda Guedes e outras pessoas iluminadas que, quando te sinto atrás do meu ombro direito, com mãe do outro lado, atrás do meu ombro esquerdo e todos os nossos amados atrás de vocês, revigoro e levanto! Faço por todos vocês, mas principalmente, por você meu pai!

Faço o melhor para nos curarmos, ser mais plena, realizada com o senhor em mim! Seu amor, sua bondade, sua honestidade e lealdade... Seu sorriso, seus olhos, seus sonhos lindos, de um castanho esverdeado que nunca vi igual! As suas decepções, as suas tristezas, suas fugas da realidade, seus delírios e frustrações estão em mim!

Por você, meu amado pai, tenho feito coisas incríveis! Tanto no sentido bom como no mau. Agora compreendo na minha alma o quanto sempre te senti e te assumi! Dizem que estou a teu serviço, vivendo o que você não viveu. Pode ser, porque está pesado! Choro choros que não são meus, vivo amarguras que não são minhas e estranho passos que dou. Mesmo te amando tanto, ou exatamente por te amar assim, creio que não seja bom que eu sofra para fazer pelo senhor o que o senhor, por qualquer que seja o motivo, não conseguiu fazer. Creio que o senhor nunca iria querer isso! O senhor me ama, me quer feliz, realizada, vivendo essa vida q o senhor me deu: 50% de mim é o senhor e 50% é a mãe. Sou muito grata por isso, pela vida que os dois me deram e não tenho como lhe pagar tamanho tesouro! Quero lhe dizer que sinto muito pelos julgamentos que fiz aos dois: a você e a mãe. Eu era ingênua e nada compreendia. Agora vejo vocês e suas justas razões para fazer o que fizeram e como fizeram! Vejo o senhor e suas justas razões, seus motivos para ter sido como foi. Está tudo certo, pai, do jeito que está, como foi e é.

O senhor é o pai certo para mim. Sempre foi! Eu precisava do senhor assim!

Gratidão! A mãe é a mãe certa para mim. Sempre precisei que ela agisse como agiu comigo. Tudo bem! Mas, não vou continuar assim! Assim como eu, você também gostaria de melhorar, progredir! Amo o encontro de vocês dois! Amo vocês terem ficados juntos e me concebido e a meus irmãos, apesar de tudo e por tudo! Amo vocês pai! Amo o senhor! Vamos nos integrar e evoluir juntos, pai! Te levo na alma, assim como a mãe! Mas, te peço que agora compreenda e aceite com o amor que tens por mim que preciso seguir um pouco mais nessa vida, descobrir para que vim aqui. Viver o que vim para esse mundo viver! Quero saber o que é que tenho que realizar! Não posso mais ficar repetindo o que o senhor fez!

Peço que compreenda se eu seguir fazendo um pouco diferente do que fez e que me libere, me abençoe com amor, me dê tua força para prosseguir! Prometo que vou te honrar e fazer o melhor com tudo que de bom deixaste para mim! Me abençoe pai! Fica com o que é teu! Ai onde estás não te pesa mais, mas para mim está muito difícil e pesado!

Fique com isso, pai e eu te libero também. ME ABENÇOE MEU PAI!!! GRATIDÃO PELA VIDA QUE VOCÊ E A MAMÃE ME DERAM! AMOOOOOO VOCÊS INFINITA E ETERNAMENTE PAI E MÃE!! TE AMOOOOOO INFINITA E ETERNAMENTE MEU INESTIMÁVEL PAI!!!

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Ler conteúdo completo
Indicados para você