[ editar artigo]

Sagrado Feminino

Sagrado Feminino

"Quando eu digo 'feminino', eu não quero dizer gênero. Quero dizer, o princípio feminino que está vivendo - ou suprimido - em homens e mulheres. O princípio feminino tenta se relacionar. Em vez de dividir as coisas em partes, diz: Onde somos iguais? Como podemos nos conectar? Onde está o amor? Você consegue me ouvir? Você pode realmente ouvir o que estou dizendo? Você consegue me ver? Você se importa se me vê ou não?

Essas são questões muito sérias. É difícil falar do feminino porque poucas pessoas o experimentaram. O feminino é a presença e o parentesco, e um coração que pode se abrir, de modo que, quando você encontra outra pessoa, você realmente está vendo o eu autêntico dessa pessoa. Que significado tem a vida humana se ninguém te viu?

Um número grande de pessoas - homens e mulheres – chegam ao meu consultório chorando, dizendo: “Ninguém nunca me viu. Ninguém nunca teve tempo para me ouvir. Por isso não sou digno de amor”. Quando crianças, essas pessoas foram criadas onde o feminino não era presente. Você tem que experimentar o feminino para entendê-lo.

Pergunte a si mesmo: Quando criança, quem te viu? Quem te ouviu? Havia alguém com quem você poderia ser totalmente você mesmo e a quem você poderia confiar em suas respostas do coração e falar das suas? Alguém que fez você pensar: “Puxa, eu sou alguém. Ele está feliz por eu estar aqui.”

O grande trabalho do nosso tempo é trazer o feminino para a cultura. E não é um caminho fácil. Como cada um de nós pode contribuir? Acredite ou não, isso é feito da maneira mais pessoal. Tire um tempo para ouvir seus sonhos, anotá-los. Reserve um tempo para reconhecer que há coisas acontecendo dentro de você que precisam ser sentidas, ditas, vividas ou sofridas. Preste atenção a essas coisas tanto em você como nas pessoas da sua vida. Preste atenção ao eu autêntico.

(...) O amor é o poder real. É a energia que estima. Quanto mais você trabalha com essa energia, mais você verá como as pessoas respondem naturalmente a ela, e mais você vai querer usá-la. Isso realça sua criatividade e ajuda todos ao seu redor a florescerem. Seus filhos, as pessoas com quem você trabalha - todos florescem - todo mundo floresce."
 

- Marion Woodman (analista junguiana canadense)

Débora Carvalho 

Pedagoga, Psicopedagoga, Terapeuta, Mestre em Reiki, ThetaHealing, Consteladora Familiar.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Débora Carvalho
Débora Carvalho Seguir

Abrace a sua vulnerabilidade e faça dela a sua maior força. É bonito demais sentir.

Ler conteúdo completo
Indicados para você