[ editar artigo]

Sim, a ansiedade dói!

Sim, a ansiedade dói!

Dói quando seu coração acelera, a ponto de faltar ar nos seus pulmões. 

Dói quando seu emocional está descontrolado, mas você tem que aguentar firme pra não te acharem a "louca".

Dói quando seu estômago vira do avesso, porque seu corpo pede por um segundo de paz.

Dói quando você realmente tá cansada de sentir todos os dias a mesma coisa, e nem com remédios você se acalma. 

Dói quando sua pele arrepia, porque sentiu mais uma palpitação no coração. 

Dói quando pés e mãos estão gelados e ao mesmo tempo suando. 

Dói quando memórias e hipnoses de coisas ruim vem na sua mente. 

Dói quando vem cobranças e mais cobranças de você mesma. 

Dói porque tudo é questão de desespero, porque você sente tudo a flor da pele. 

Dói quando seu coração acelera, a ponto de ficar cansada. Dói porque até sua gengiva fica dolorida. 

Dói quando você luta com seu próprio emocional para poder dormir, por conta de um ocorrido. 

Dói porque você tenta aliviar balançando as pernas ou simplesmente criando calos nas mãos de tanto tentar aliviar essa tensão toda de alguma forma. Dói porque você simplesmente nunca tem descanso. 

Dói quando seu corpo quer apenas um minuto de paz, mas sempre está em constante cobranças e medos. 

Ansiedade faz seu corpo todo sentir dores. E por mais que tente explicar o que realmente é essa tal "frescura" nunca vou conseguir colocar em palavras o que é ter ansiedade e viver com isso, literalmente todas as horas da sua vida!!

Texto do seguidor: @julia_yolanda_s2

 

Débora Carvalho

Pedagoga, Psicopedagoga, Terapeuta, Mestre em Reiki, ThetaHealer, Consteladora Familiar.

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Débora Carvalho
Débora Carvalho Seguir

Abrace a sua vulnerabilidade e faça dela a sua maior força. É bonito demais sentir.

Ler conteúdo completo
Indicados para você