[ editar artigo]

AS ORDENS DA AJUDA E A POSTURA DE UM BOM CONSTELADOR

AS ORDENS DA AJUDA E A POSTURA DE UM BOM CONSTELADOR

Nesse módulo, tivemos o contato direto com a Constelação Sistêmica, o dia a dia do constelador, a postura e cuidados com o cliente e o campo. As Ordens da ajuda servem de ponto de partida para um bom constelador, entendê-las é o princípio básico das constelações, bem como o que é citado pelo Bert Hellinger ao longo das suas obras; "ficar somente com o essencial".

Por isso, é de fundamental importância, que o constelador saiba o seu lugar e saiba reconhecer a informação essencial do campo, momento de parar ou de seguir adiante, e também de reconhecimento e respeito à informação do campo e dor do cliente.

Para tal é necessário estarmos em um ponto neutro, ou seja, o ponto de equilíbrio, sem julgamentos, dogmas e conceitos. Como bem coloca o Bert Hellinger no livro A simetria oculta do amor, é necessário nos esvaziarmos de nós mesmos, de tudo aquilo que sabemos, para que não sejamos tentados pelo “achismo”, pelas nossas deduções. Isso certamente seria uma afronta a soberania do campo.

As ordens da ajuda, é um livro de cabeceira para o constelador, aquele que deve ser sempre consultado para que não caiamos na tentação de um minuto sequer não nos assistir como humanos.

Já na primeira ordem, vem o equilíbrio entre dar e receber, dar somente o que tem e receber somente o necessário, é importante ressaltar também que se não há pedido, é oferta, dessa forma pode não haver ajuda, porém quem define se houve ajuda é quem recebe.

Por tal motivo, é tão importante o constelador estar centrado.

A segunda ordem, consiste em respeitar o destino do cliente, reconhecer a realidade e suas limitações, e desse lugar, reconhecer o que é possível mudar. Não cabe ao constelador definir o que deve ser mudado, nem tão pouco deixar que o cliente queira mudar o outro se eximindo da sua responsabilidade.

A terceira ordem, ressalta a necessidade de o constelador estar na postura de adulto, o que convida ao cliente a também estar nesta condição, não o deixando fazer do constelador o papel dos pais. Deve se ter uma relação adulto com adulto, sem salvamentos ou consolos, é saber reconhecer o cliente como um ser capaz, que dá conta do seu destino.

A quarta ordem da ajuda, consiste na postura do constelador, em não embarcar na visão do cliente e sim a visão sistêmica. A empatia deve ser menos pessoal, mas, sobretudo sistêmica. Não envolver uma relação pessoal com o ajudado, manter o respeito e a relação de ajuda, nunca na condição de salvador. A quinta ordem da ajuda, consiste em não julgar. Indagações morais, crenças, dogmas, não devem ser carregadas pelo constelador, é importante que entendamos que a fidelidade passa por cima de tudo isso para ir de encontro ao pertencimento.

Portanto, saibamos o nosso lugar.

Nesse módulo, alguns temas como a gramática das constelações, o nosso olhar apurado para essas informações que chegam antes mesmo de iniciar a constelação, mas que trazem informações importantíssimas, até porque o campo é soberano e quando é permitido esse olhar, ele já está aberto à cura.

Os cuidados antes e pós constelação que devemos ter com nossos clientes, as frases para soluções e o aprimoramento desse olhar poético, humano, mas também divino, sobre a vida e a história do outro.

Penso que um terapeuta, jamais pode esquecer o seu lugar, de equilíbrio e lucidez. Para isso é necessário uma reforma íntima muito grande.

É bem verdade que ninguém está totalmente preparado, afinal, vamos nos compreendendo e nos curando ao longo da vida, mas um terapeuta deve saber a hora de parar, ou de dar um passo para trás, perceber os casos os quais não possui ainda competência para ser facilitador, ou ainda aqueles os quais deixam claros emaranhamentos do seu sistema, afim de que sejam compreendidos para depois sim, poder auxiliar o outro.

E acima de tudo, o respeito ao campo, acessando somente o essencial.

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Emanuelle Miranda
Emanuelle Miranda Seguir

Olá! Sou Emanuelle, filha de Herculino e Rosângela, sou mineira e apaixonada por esse universo sistêmico. Atuo como Terapeuta Integrativa, sou Mestre em Reiki, terapeuta em EFT, Florais de Bach e outras técnicas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você