[ editar artigo]

ORDENS DA AJUDA

ORDENS DA AJUDA

CONCLUSÃO MÓDULO 08

Ajudar sem tomar para si. Aprender essa tarefa não é tão simples, mas é necessário para seguir as cinco ordens da ajuda.

Na 1ª ordem da ajuda, só posso oferecer aquilo que tenho. Assim, só é possível ajudar o outro quando tenho flexibilidade de mudar o meu próprio comportamento.

Na 2ª ordem da ajuda, atuar de forma sistêmica na queixa do cliente e não considerar só a queixa mas o todo.

Na 3ª ordem, ter relação de respeito de adulto para adulto, de terapeuta para cliente.

Na 4ª ordem, não ver a queixa do cliente só no aqui e agora. Considerar a queixa do cliente dentro do sistema com respeito e amor para com o sistema e os antepassados, “olhar o todo”.

Na 5ª ordem, só ajudar alguém quando der um bom lugar no coração à pessoa (cliente) e a tudo o que ela traz, ou seja, sem julgamentos.

Na gramática das constelações, perceber todos os momentos: perguntas, questionamentos e já ir anotando no ato de agendamento.

No atendimento das constelações usar frases de soluções, frases de equilíbrio nascidos do coração do terapeuta para o coração do cliente.

Só encerrar a constelação se o cliente estiver se sentindo bem. É importante dar uma tarefa ao cliente para ajudar nas questões que ele trouxe. Fazer uma jornada de tratamento de 3 meses a 1 ano com pelo menos uma sessão por mês e só dar alta para o cliente se ele estiver saudável, próspero e feliz.

#mod08#conclusão

Constelações Sistêmicas

Saber Sistêmico - Comunidade da Constelação Familiar Sistêmica
Maria Edna Fischer
Maria Edna Fischer Seguir

Casada e mãe de dois filhos lindos, já rapazes. Artesã na arte da costura, empreendedora e estudante de constelações sistêmicas.

Ler conteúdo completo
Indicados para você